sábado, 20 de dezembro de 2008

Acordei com o pé esquerdo hoje


O que é pior que estar em casa em pleno sábado à noite, enquanto seus pais dão uma pseudo festinha e nenhuma das suas melhores amigas estão pq elas estão viajando?! (Aliás, os pais de umas delas estão aqui, mas ela tratou de me enganar e não voltar na data que deveria ;-; zooa xD) E o seu melhor amigo, aquela bicha, não responde às suas mensagens também ¬¬

No que isso dá? Ficar trancada no quarto ouvindo Iron & Wine e desabafando numa página de internet, esperando que algo sensacional aconteça (mentira).

É aí que os terríveis fantasmas dos Natais passados te assombram! Pelo menos à mim.

Começa a vir aquele filminho horroroso na cabeça, cheio de risos e felicidade. Só de pensar me dá ânsia. É, é isso mesmo. Eu não sou lá muito fã de gente feliz, pelo menos não quando eu não estou. (Mas também, quem é?) Nem mesmo se a tal pessoa seja a lembrança de mim mesma há um ou dois anos atrás.

Enfim... Ah! A bicha respondeu HSUHSUHSUHUAS e ele tá no shopping tomando sorvete! OBRIGADA POR NÃO CONVIDAR SEU AMIGO DA ONÇA!

Éééé, hoje não está sendo um dos meus melhores dias, sabe? Tô com raiva mesmo, e vou descontar em quem aparecer na minha frente!

Estou começando a achar que essas músicas calmas estão me irritando mais, ou até mesmo me deixando depressiva. Não ouçam Elliott Smith em casos do gênero. Sério.

Mas se o que você quer é se acabar mesmo, do tipo pensar na vida e chorar litroz de garrafas pets, aí vai uma listinha de músicas:

OBS: caso você tenha alguma tendência suicida, não ouça... eu acho hm.

  • Iron & Wine - Love and some verses
  • Iron & Wine - Flightless Bird, American Mouth (é, é, aquela música de fundo da última cena do Crepúsculo, que só de pensar já dói o coração)
  • Iron & Wine - Sunset Soon Forgotten
  • Elliott Smith - Last hour
  • Elliott Smith - Twilight
  • Bright Eyes - No lies, just love
  • Bright Eyes - Blue Christmas (eu consigo me imaginar com a cara enterrada numa mesa de bar de beira de estrada com um copo na mão quando eu escuto essa música)
  • Jem - Flying high
  • Regina Spektor - The call (essa música é tão... Natal, sei lá, é linda)
  • The Beatles - Across The Universe
  • Bread - Aubrey
  • Catherine Feeny - Forever
  • Catherine Feeny - I still do
  • Coldplay - See you soon
  • Death Cab For Cutie - Lack of color

Ok. Chega.

Já estou no estágio de músicas tipo 'i smeel like sex and candy', então VALEU pra a minha amiga mais bonita que provavelmente deve estar tendo aulas de axé, pro meu amigo que deve estar derrubando sorvete na roupa e a minha amiguinha que... hm, sei lá o que deve estar fazendo, enquanto eu MOFO.


"Don't forget your christmas cheer! Cause santa's going to die this year, Santa's going to die!"

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

.andallthosememoriesshouldn'tmakemecry.

Ele foi muito mais do que eu poderia querer
Naquelas noites povoando hotéis que não iríamos esquecer
Naquela cidade pequena, aquela gente pequena
Tanta gente em volta dele, de sua presença serena...

É, eu lembro como ele era lindo
Parecia ter sido esculpido por algum Deus do Olimpo
Destinado a me fazer sofrer e amar
Com as mentiras doces que sua boca lançava no ar

E olha aonde eu me encontro! Nessa vala sem fim
Sem saber se fico ou passo. Ou esqueço? Ai de mim!
Que preferia uma vida de omissão e dor
Porque viver sem você é me condenar a viver sem amor.

sábado, 13 de dezembro de 2008

No more looking, I found him

Você não consegue perceber que eu quero estar lá com os braços abertos?
A noite está vazia e eu estou totalmente sozinha... me tira dessa.
Você percebeu que eu fui embora?
Você fugiu tão longe pra onde?
Eu quero que você saiba que eu sinto a sua falta.
Eu sinto muito a sua falta.
Eu estou escrevendo de novo essas cartas pra você, baseadas em tudo o que eu sei, mas eu não estou dormindo e você não está aqui. Esse pensamento pára o meu coração.
Nossas vidas eram muito diferentes, e eu estava sozinha quando nos conhecemos.
Coloque seus braços ao redor de mim novamente, segure-me apertado e tudo estará bem.
Eu amo você. Embora o som seja confuso, apenas tenha certeza do quanto eu amo você.
Com todas as minhas dúvidas removidas, eu iria a qualquer lugar, farei algo para provar que eu amo você.
Eu espero que você me queria também. Eu rezo todos os dias, e ouço você dizer... (eu amo você)
Você acha que eu queimei todas as pontes que nos uniam, você acha que eu não quero mais você pelo modo que eu venho agindo.
Mas eu quero que você saiba que eu sinto muito a sua falta.
Realmente nada importa desde que você esteja aqui comigo. Fique comigo.
Cigarros, ar livre, mãos dadas... eu digo fique comigo, porque cada estrela que eu vejo é mais brilhante que a anterior, então...
fica.

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Sorry if you're sick

Olhe pra nós, desfazendo nossos laços nessa cozinha.
Olhe pra nós, reforçando todas as nossas defesas.
Olhe pra nós, continuando a guerra no nosso quarto.
Olhe pra nós, abandonando o navio no meio das nossas conversas.

Não faz diferença o que estamos fazendo por dentro
E não é mostrado como maiores sintomas do lado de fora.
Então por que gastar todo nosso tempo escondendo quem, no fundo somos, quando temos a chave fundamental pra resolver a causa aqui: Nosso interior.

Se não fosse pela sua imaturidade, nada disso teria acontecido.
Se você não fosse tão sábio para a sua idade, eu teria sido capaz de me controlar.
Se não fosse pela minha atenção, você não teria tido sucesso e se não fosse por mim,
você nunca teria chegado tão longe.

Isto poderia acabar mal mas você parece não se importar.

Que parte da nossa história foi reinventada e varrida para debaixo do tapete?
Que parte da sua memória é seletiva e tende a esquecer?
Por que essa distância? Parece tão óbvio?

Olhe pra nós, formando nossas panelinhas pra nos divertirmos.
Olhe pra nós, minúsculas crianças, as duas com o coração bloqueado.
Olhe pra nós, tendo aversão a todos os nossos defeitos.
Olhe pra censura dentro da minha própria cabeça.

Preste atenção nas origens das mais simples razões...
Essa base de tudo, quando formada, se inicia dentro da nossa sala de estar...

sábado, 6 de dezembro de 2008

True histories should have a happy ending

Eu enterrei.
Eu deixei lá...
Guardado pra ninguém ver.
Aí, quando eu estou sozinha, ás vezes eu o deixo tomar sua forma real:
Grande e horrível.
Machucada e fiel?
Isso!
Então eu enterro ele dentro de mim mesma,
não é que não esteja lá,
só não serve mais pra nada...
E claro, seu formato foi violentamente mudado
Eu não sei como vai ser ver ele de novo.
Because somehow he is still here.
Inside, hidden.
Things shouldn't be this unfair.
Shouldn't be this hard.

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Conspiração Tecnológica

"Belle.Sorceress diz:
Más novas: estou passando por um período difícil da minha relação com o meu namorado (namorado = pc)... Estamos dando um tempo, sabe? Um tá ignorando o outro e talz.... Ele nem quer falar comigo T.T"
Como se não bastasse as conspirações tecnológicas contra mim (a relação que citei acima é apenas UMA das conspirações), descobri recentemente que passei a ser uma "sem-passado" (a Tam sabe do que estou falando).
Você sabe o que é ter tudo, TUDO, T-U-D-O, apagado? Desde fotos de um passado remoto até suas mais recentes histórias? Pooois é, se não sabe, nem queira saber... É mais do que frustrante u.u
Maaaaas, temos que seguir com a vida né.... xDDD (rir pra não chorar)
Portanto, declaro que estou passando por um período de transição no momento. Por quê?
Porque estou me preparando para uma nova era (hoho).
Sabe, confesso a vocês, que no fundo no fundo, eu anseiava por mudanças 'radicais' (por mais dolorosas e "sem-passado" que sejam... :S).
Enfiiiim...

Lição de hoje e sempre: Nunca, NUNCA, confie no seu aparelho eletrônico, qualquer que seja ele.

OBS: Ah, e eu te detesto ¬¬° (e não Tam, não é quem você está pensando).
A pessoa detestada saberá que é ela... ou não.
Provavelmente não, pelo que 'conheço'... -.-'

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Three cheers for one whole year

I swear that you don't have to go
I thought we could wait for the fireworks,
I thought we could wait for the snow,
I thought I could live in your arms and spend every moment I had with you
Stay up all night with the stars, confess all the faith that I had in you.

Too late, I'm sure and lonely. It's just another night, another dream wasted on you... Just be here now against me. And for heaven's sake I know you're sorry! But i won't stop crying… This anniversary may never be the same. Inside I hope you know I'm dying, with my heart beside me in shattered pieces that may never be replaced.
And if I died right now you'd never be the same.

I thought with a month of apart, together would find us an opening…
And moonlight would provide the spark…
And that I would stumble across the key or break down the door to your heart.
Forever could see “us” not “you and me”, and you'd help me out of the dark,
and I'd give my heart as an offering.

And I will always remember you as you are right now to me…
And I will always remember now.

Sleep alone tonight with no one here just by your side.
How does she feel, how does she kiss?
How does she taste while she's on your lips?
I can't forget you, I know you want me to want you
I want to.
But I can't forgive you, so when this is over don't blow your composure baby
I can't forgive you
I know you want me to want you… I want to.

One year ago I was simply flying high, with your hands in mine and your mouth in my ear.

sábado, 22 de novembro de 2008

Idiota e inalcançável

Por que ser só mais um idiota inalcançável seria o exato oposto daquilo que eu precisaria para amar você.
Mas você não se contentou com o esteriótipo feliz e sonhador que eu transmitia,
você viu que debaixo de tudo aquilo tinha medo e cicatrizes e eu era sua menina.
Menina demais pra sentir tudo isso.
E me fez vulnerável, me fez confiar em você.
E como se não bastasse ser o homem mais lindo que eu já tinha visto,
resolveu me mostrar que era a alma mais evoluída
que habitava os confins de um universo tão distante do meu.
Eu odeio a maneira como você sempre me decifra,
como você é o único que sempre vai me entender,
mas eu te odeio mais por ter me feito amar você,
sendo assim,
idiota e inalcançável.

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Dark Angel.

Estava conversando com você, anjo, sobre a vida e as coisas que acontecendo. Falamos sobre amores e amados e você, meu anjo, nunca falou de mim.
Meu anjo, anjo meu, que diz que é anjo mau e que felicidade nunca pôde conhecer, se você apenas se olhasse e visse o que o mundo tem a oferecer.
Ó, meu querido, já te ocorreu que ainda existem pessoas que não vão te machucar? Já te ocorreu que essa dor, você que insiste em procurar? Por que você, quando tem milhares de caminhos pra escolher, cisma em tomar o o mais tortuoso, o mais distante de mim?
Eu só queria que você visse, anjinho, que nem tudo é sofrimento, nem tudo é decepção, então por que quer isso pra você? Já te ocorreu que existe alguém por esse mundo que está disposta a tirar esta dor e ser o seu remédio?
Mas e agora, meu anjo, cadê você?
Não me lembro a última vez em que nos falamos assim.
E você, meu anjo, onde está?
Sumiu neste mundo para não mais voltar?

sábado, 15 de novembro de 2008

Da aurora ao crepúsculo


Eu sei que você foi o único que olhou através da minha alma
e não viu um borrão de cores e texturas,
de sentimentos e amarguras que eu devia saber que resultariam no fim.
Eu sei que por um momento você me achou bonita,
mas eu era só mais uma conquista,
patético como você ainda faz parte de mim.
E foi assim, seguindo auroras que nos conhecemos. Nossos corpos suados se reconhecendo
no banco de trás de um carro. E o gosto da bebida e do cigarro feitos sob medida
pra minguar a solidão.
E quanta coisa estúpida você dizia,
você era um homem que ainda via
o mundo como um girar de um peão.
E eu não sabia como dizer não.
Eu disse então.
E aí tudo ficou borrado, todos os meus sonhos estavam maculados no chão.
Você ficou lá petrificado,
me encarando como se eu tivesse feito algo errado
contando aos teus ouvidos uma doce ilusão.
É. Aí eu fui dormir.
E lembrei quem eu queria que estivesse ali
Desculpa, amor, não era você.
Ele era pro teu azar, o seu oposto
Por isso não adiantava sentir o gosto
dos seus lábios mentirosos que insistiam em permanecer.
Você era bem mais bonito, mais velho que ele
Mas ele me deixava a flor da pele
Ele nunca ia me notar como você fez.
Ele era esperto e não falava besteira
Não ficava por perto, e não é que eu não te queira
É só que eu o amo, outra vez.
Ele me tem desde o começo
É como as continhas de um terço
Aonde cada parte de mim resulta nele, que é a cruz que eu carrego.
Entenda, o crepúsculo lá fora
prova que é tudo pequeno agora
perto desse amor que pra ele eu nego.
Entenda, eu não queria ser essa megera
ou fazer dele minha amarga quimera
e dar pra ti uma chance, quem me dera!
se ele não tivesse tudo de mim.

Fecho a porta, por que se você entrar, vai colocar pro lado meu cabelo,
beijar meu pescoço e arrepiar meu pêlo
e ver que agora eu sou só gelo e desejo
Mergulhados num copo de gim.
E que ele, que nunca vai voltar,
ainda tem tudo de mim.

terça-feira, 11 de novembro de 2008

Rehab

{And I'll never give myself to another the way I gave it to you
You don't even recognize the ways you hurt me, do you?}

Hoje eu acordei com o seu cheiro. Você estava do meu lado e eu conseguia escutar apenas o barulho da chuva, eu me apoiei na janela e um raio iluminou seu rosto. Eu sorri e me deitei ao seu lado.
Você estava bebendo e eu pensei que isso nunca fez de você alguém diferente. Eu olhei nos seus olhos e foi aí que eu percebi, seus lindos olhos ainda brilhavam por ela, não por mim. Você me via como a boa amiga que eu era e isso nunca ia mudar. E isso me irritava, porque você estava bebendo e seus olhos mantinham-se perfeitamente sóbrios e você me olhava como a pessoa que te ajudava durante suas crises emocionais... Isso nunca ia mudar.
E quando finalmente consegui parar de encarar seu rosto lindo, pude me focar no que você falava... No quanto você gostava de alguém, no quanto você apreciava a presença de alguém.
Será que finalmente você tinha mudado?
Será que aqueles olhos assustadoramente sóbrios estavam mudando suas percepções sobre mim?
Será que finalmente você me viu do jeito que eu queria?
Foi aí que você me disse palavras bonitas, dizendo que eu era a dona do seu coração para todo o sempre e que você me enxergava desde o primeiro dia. Me disse coisas inimagináveis e eu me peguei pensando... Seria isso um sonho?
O cheiro do álcool foi desaparecendo aos poucos...
O barulho da chuva se intensificava...
Você se transformou em apenas uma imagem borrada, foi embora, deixou-me vazia.
Tornou-se aquela doença incurável e eu não sei mais o que fazer.
Porque eu sinto seu cheiro em todo lugar, eu te vejo em todo lugar.
E eu constantemente me pergunto:
Será que um dia isso vai parar?

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

You smile and I deserve better than this

Eu costumava fazer a luz brilhar para você...
Mas o sol deixou meu céu.
A parede sufocou meus sonhos, eu sacrifiquei meu orgulho.
Eu deitei para dormir à noite, e eu sei, você esteve planejando tudo na sua mente e agora você jogou tudo fora.
Uma memória destruída de que você permaneceria, sendo grosso e delicado comigo.
E quando você sente a dor
(Estou desejando poder ficar)
Como eu posso dizer eu te amo de volta?
Você nunca me fez feliz

Um dia você disse “nós somos completamente diferentes, vivemos em mundos diferentes”
Você... sabe que nós somos diferentes.
E todas as horas você me prometeu que tudo funcionaria no final...
Você estava gravemente errado.

Você se deitou pra dormir. Eu nunca disse que isso não machucaria.
Você desistiu de tudo. Eu nunca disse eu daria pra trás.
Eu sei, você nunca irá mudar
Eu não serei boa o bastante para você
Eu sei, você fez isso acabar
(eu não estarei por perto para ver e agora você jogou tudo fora)
Uma simples memória destruída de que você permaneceria, sendo grosso e delicado comigo. Você está desistindo.

De mim.

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Lisa, my star

Lisa, pq vc me disse todas aquelas coisas?
Qual reação vc esperava de mim? Vc quebrou sua promessa, vc disse nunca iria me magoar, mas vc me magoou.
Mas, Lisa eu te perdoou, pq de muitas maneiras verdadeiras, eu te amo. Não como vc queria Lisa, mas, por favor, não pare de brilhar pra mim. Eu sei que não é o suficiente, mas é o que eu tenho a oferecer.
Lisa, vc não é minha, mas podia ser, seu rosto é familiar e adorado. Agora eu preferiria que vc me pertencesse, mas vc se foi depois de tudo que vc me disse, vc foi embora.
Lisa, vc sabe. Vc é meu conforto, meu porto seguro. Eu sei que a princesa que eu esperava nunca mais irá voltar, então, pq eu não me agarrei a vc ao invés de te deixar ir também?
Lisa, querida, eu sinto muito. Como te fazer entender? Eu me tornei alguém vazio e quebrado, prestes a se defender com o mínimo de contato possível.
Lisa, vc merece tanta coisa que está fora do meu alcance... talvez se eu deixar minha posição mais clara, assim vc me entenderá e me abandonará definitivamente.
Só de imaginar isso já me faz tremer.
Eu não quero que vc vá, Lisa. Eu preciso muito de vc e eu sei q isso é egoísta.
Volte a brilhar pra mim.
Vc é minha amiga, minha confidente. Eu queria que vc fosse minha pequena, minha pequena como minha irmã, assim eu teria total controle sobre vc.
Agora vc entende? A gente passa por tudo.

Volte a bilhar pra mim, minha estrela.

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

\^^^o^^^/ -> Isso era pra ser uma coroa.

Ele chegou de mansinho e veio na minha direção.
Me perguntou se podia me pagar um drink e eu não soube dizer não.
Pedi um bem doce e ele riu da minha meninice.
Disse que eu tinha os olhos mais doces que ele já tinha visto e eu pensei: que tolice.
Eu ri e fingi acreditar.
Ele me tirou pra dançar.
Então agora éramos corpos sincronizados.
Cada vez mais próximos, cada vez mais animados.
No meio daquela muvuca ele perguntou meu nome e eu menti.
Disse que eu tinha covinhas adoráveis e me fez rir.
Então ele segurou a minha mão e me olhou e isso foi tudo que ele precisou fazer.
E eu me vi tirada da multidão e em um outro andar e ele disse: finalmente, só eu e você.
Deserto. 
Pareceu certo.
E então ele me abraçou e me colocou encostada na parede.
E me deu beijos que pareciam não saciar minha sede.
Tarde demais pra voltar atrás
Cedo, muito cedo, pra desejar muito mais...
Então aquele piercing no lábio dele me deixava louca
E eu desejei morrer beijando aquela boca
E ele me tocava de uma maneira que parecia saber do que eu gostava
Eu não podia me envolver com ele, eu fiquei com raiva
Do rosto de homem com os olhos dele de menino pidão.
Da minha necessidade de querer dominar seu coração.
Aí eu o mordi com força, sem querer.
Ele se afastou e me olhou sem entender.
Eu cruzei meus braços, fiquei emburrada e levantei uma alça da blusa caída no ombro.
Ele disse num sorriso que nele eu causava assombro.
Então um vento gelado passou
Ele tocou com delicadeza meu rosto e meu corpo todo se arrepiou
[não sei ao certo se pelo vento ou pelo toque]
Segurou a minha mão de novo e no chão ele se sentou
Disse com uma voz profunda e devastadora que eu não podia ser triste assim
Que eu era excessão nesse mundo tão ruim
Ele viu no meu rosto uma pureza coberta de uma espessa camada de gelo
E deitou, colocando a cabeça no meu colo enquanto eu mexia em seu cabelo.
Falou que eu devia ter mais esperança e que ele não ia me prometer que nunca ia me machucar.
 - Isso é otimismo exagerado. - ele disse - Eu sei que vou te desapontar.
E eu sei que parece ser loucura mais eu não quero nada diferente.
Eu vou te desapontar, mas nunca intencionalmente.
E a partir daquele momento eu sabia
Que estava sendo escrita uma história muito doce
E que eu o seguiria
Aonde quer que ele fosse
E assim os dias foram passando
E ele diz que eu sempre vou ser tudo o que ele quer
E se príncipe encantado não existe
Então eu não sei o que ele é.

T.T.

A última memória de nós dois
Está refletida através da minha janela
Naquela chuva que não cessa
Nas pessoas com pressa, com medo de se molhar
Elas me lembram você
Sempre temendo se machucar
Que irônico então que depois de sentir tanto amor por outra pessoa
Voce seja incapaz de me amar

Se lembra de quando éramos amigos?
Quando tanto era dito
Só com um olhar...

Oléo e água. Imiscíveis.
Nós nunca vamos nos misturar
E a realidade é fria
Quase tanto quanto a chuva que eu estou a olhar

Em que parte exatamente nós tivemos que crescer?
Em que parte exatamente nós tivemos que mudar?
Você pertence á um outro alguém
E isso não deveria me machucar

Se lembra que nós éramos amigos
E que você era a única coisa que me mantinha aqui?
Então eu não deveria estar tão triste
Quando por outra pessoa eu te vejo sorrir

E seu sorriso ilumina tudo
Até esse lugar escuro onde eu estou
E esse nosso jogo de esconde-esconde
Finalmente terminou.

Você não pode mais disfarçar
Então dessa vez você está só
Que máscara vai usar
Que me faça sentir pior?

Então venha e me machuque
Que eu vou fingir não me importar
Eu vou enfrentar isso
E eu sei que uma hora tudo vai passar

Então a chuva não me ajuda
Ela uma hora vai acabar, quando chegar a primavera.
E vai ser foda perceber que eu trocaria tudo
Por alguém que seja como você era.

Se lembra quando éramos amigos?
Quanto tempo isso faz?
E vai doer lembrar de você
E viver olhando pra trás...

Eu vou me afundar em dor
Até que eu aprenda a ser como você, rude.
Eu vou viver olhando pra trás
Esperando que algo mude.

E a verdade é que não vai mudar.
E eu quero transformar em cinza a sua aquarela.
Só por que a última memória de nós dois
Está refletida através da minha janela.

sábado, 25 de outubro de 2008

Goddamn, our song is playing on the radio

Bem, eu estou pensando nas piores coisas que eu poderia dizer pra você. Mas eu prometo, não significarão nada de qualquer jeito (e isso nunca estará certo comigo). E agora, você está tentando desesperadamente mas eu estou com a língua presa e apavorada com o que eu direi. E nós dois vamos pra baixo juntos, nós ficaríamos lá para sempre apenas tentando nos levantar. E eu sinto muito, isso não foi fácil, quando eu pedi pra você acreditar em mim e nunca partir.
Eu poderia apenas cantar pra você canções tristes e você poderia cantar junto, e você poderia ver a melodia que tem chamado seus erros. Agora, você está tentando desesperadamente mas eu estou com a língua presa e apavorada com o que eu direi... Mas eu nunca disse tudo a você. Eu estou pendendo a esperança e desbotando sonhos... E cada única memória ao longo do caminho...

Eu estou jogando fora fotos que eu nunca deveria ter tirado em primeiro lugar, e está frio no meu quarto enquanto eu estou mudando todas as cores dos mais brilhantes vermelhos para os cinzas.
Bem, são três horas duma manhã de domingo e eu estou esperando que você não veja o rosto dela. Eu estive telefonando para esses quartos de hotel (demais para saber que era ela que pegou meu lugar).
E eu espero que isso te faça feliz, agora a chama que nós tinhamos está se apagando, e eu espero que você goste das suas fotos queimando (enquanto corações partidos talvez tenham suas dúvidas...)
E eu estou queimando todas as cartas esperando que eu talvez esqueça dele e do seu péssimo gosto que ele deixou quando ele estava me deixando.
Você mudou você mesmo e eu me mudei, eu realmente não queria nos ver falando através disso, então você gritou da ponte e eu chorei um verso. Nosso refrão veio sem ensaio.
Se você sorriu todo o tempo através disso eu acho que isso talvez seja o pior.
Eu estou pegando todas as suas memórias da prateleira, e eu não preciso de você ou de mais ninguém, então olhe para mim e veja o que você queria ver.
Eu me importaria de morrer tanto quanto de estar com você.

Agora a droga da música que eu escutava com você está tocando, e não apenas ela mas tantas outras me lembram você e é só isso que está te amarrando aqui. ("we walk past a dead end street to the top of a hill so we can be alone")

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Didn't We Almost Have It All?

Talvez você fosse tudo o que eu precisava, talvez você seja exatamente do que eu preciso.

Só você não vê que dentre milhões de pessoas, eu te encontrei e você me encontrou, uma réplica exata de nós dois, como almas gêmeas, se você acreditar nisso.

Porque desde o primeiro dia que eu te vi, eu não pude tirar você da minha cabeça e pensava em você o tempo todo, toda hora, te queria do meu lado, te queria por inteiro, queria que, por um dia a gente pudesse sair de mãos dadas e dizer ao mundo que o que a gente sente é maior que todo o preconceito, que toda baboseira que vem tentando enfiar na nossa cabeça desde o início.

Porque a verdade verdadeira é que eu só procurava avidamente por você em outros corpos, outros lábios, outros olhos. Eu via você, eu via seus olhos olhando os meus de uma maneira que nunca havia acontecido… Mas sempre acordava do meu devaneio e tudo estava a mesma coisa, você ainda não me queria como eu te queria e eu fui paciente o suficiente para viver com o fardo de te amar sozinha…

E se um milhão de pessoas, de beleza estonteante viessem falar comigo, eu as compararia com você, mesmo sabendo que é um erro, que eu não devia viver só pra você. Mas o problema é que eu penso em você como a pessoa mais perfeita, e você pode não concordar, eu não me importo. Porque você nunca pôde se ver através dos meus olhos…

Afinal de contas, quando eu: uma pobre coitada que te ofereceu apenas versos bonitos de uma música que não sai da sua cabeça, quando eu iria ser notada por você?

Quando você ia me ver… Por trás de todo riso, por trás dos conselhos, dos discursos inspiradores? Quando você ia ver que eu costumava ter um coração? Que eu não tenho mais um porque você o pegou em suas mãos e fez questão de esmagá-lo em pedacinhos? Mesmo sendo algo… Que nós dois sabemos que você fez porque não consegue admitir que sente o mesmo…

Não consegue olhar pra mim sem sorrir.

Não consegue disfarçar a felicidade ao me ver.

Não consegue disfarçar que me ama e que gosta de viver em negação, porque para você, é uma posição conveniente.

Conveniente porque eu que fico aqui, como uma tonta, uma idiota que te espera…

Só você não vê que dentre milhões de pessoas, eu te encontrei e você me encontrou, uma réplica exata de nós dois, como almas gêmeas…

Mas apenas se você acreditar nisso também.

sábado, 18 de outubro de 2008

I'll be ok (is that what you want me to say?)

Your life lives half a nation away, my heart hurts so. I believe letting you go was the biggest mistake of my life. What did i do? Alone and confused.

I’m heading the wrong way home. Knowing alone is alone. It’s just too difficult to be just 'me' instead of 'we'. What can i say? Nothing.

I don’t know where to begin since you left me for her. I don’t want to start again, and i can’t be your friend. (What can i say?)

All your hopes and dreams, i'll take away. It's time that i forget everything you've taught me when i looked up to you. So how can you expect me to just close my eyes and forget your mistakes? Defending you is getting hard everyday.

Well i hate to be a cliché. Hate it even more to let you get your way, and i don't know what to do. Caught between hating and loving you.

I know that life is never easy. Feelings are made to be convenient but, it seems that you arrived at just the wrong place and the wrong time. And I hate that you're always on my mind.

I don't know where to begin and you left me for her. (What did i do?)

(P.S: ler anexo nos comentários!! :] )

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Mr. Blue

"Sr. blue
Eu disse que te amo
Por favor, acredite em mim

Sr. blue
Eu tenho que ir agora, querido
Não fique bravo
Eu sei que você está cansado
Sei que você está magoado e cansado e triste por algum motivo
Então eu te deixo com um sorriso
Te beijo na bochecha
E você chamará isso de traição

É assim que acontece em alguns dias
Uma febre te pega sem aviso
E eu posso ver no seu rosto
Você está esperando para desabar desde que acordou essa manhã

Sr. blue
Não fique tão cabisbaixo
De forma que você não veja o céu
Sr. blue
Não faz tempo desde que você voava alto

Sr. blue
Eu disse que te amo
Por favor, acredite em mim"

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Proud

"Sou demasiado orgulhoso para acreditar que um homem me ame: seria supor que ele sabe quem sou eu. Também não acredito que possa amar alguém: pressuporia que eu achasse um homem da minha condição."
Nietzsche

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Deny. Deny. Deny.

He looked at me like I was mean.
And I was just trying to move on
And he confused my head
With his bad addiction
with this friendly perfection.
Then I heard his voice
Then I heard the song
And I was quite surprise
When I found out
That in my heart he belongs.

Well, well, what can I say?
I keep trying to push him away
You know I couldn't stand if we were apart
If I'll be the one with a broken heart. 

I couldn't barely look at her
Her mean eyes, my mind was such a blur
She couldn't see me the way I needed her to see
I was just the friend, that's all she wanted me to be.
So I keep trying to take my mind off of you
I know you never could love me too.

Well, well, what can I say?
I keep trying to push her away
You know I couldn't stand if we were apart
If I'll be the one with a broken heart

And I can't put
Our friendship in risk
No I'll never admit.
I couldn't ruin things all over again
I couldn't stand this pain
And if someone asks me if I like you I'll lie.
Deny. Deny. Deny.

sábado, 11 de outubro de 2008

The fuckin' end of my cold feeling

Quem é vc, q eu nem reconheço mais?
Vc não é mais aquele garoto, e eu pareço nem mais me importar com o que vc se tornou. Quem vc é agora já não me faz mais diferença.
Meus faróis estão brilhando por uma velha estrada de terra. Fumo os meus cigarros, eu deveria parar, eu sei.
O rádio está tocando velhas músicas sertanejas, alguém está indo embora, alguém está traindo. Tanto e tanto.
Eu acho que posso gostar das noites calmas, dessa vida vazia.
Porque algum dia talvez alguém irá me amar como eu preciso e algum dia eu não precisarei provar porque alguém certamente verá todo o meu valor, mas até lá eu me viro bem sozinha com os meus cigarros e essa velha estrada de terra.
Veja, eu deixei outro homem bom esta noite.
Eu fico pensando se ele sente minha falta... Deus sabe que eu tentei.
Os amantes destinados não puderam sobreviver, eu imagino se você sentiu minha falta. Eu sei que eu tentei.
Mas eu acho que talvez o que eu fiz de errado foi aguentar todas essas besteiras por tempo demais.
Eu não vou dormir, eu não quero sonhar com as coisas que eu costumava ser. Eu não vou chorar, não quero viver uma mentira.
Três meses já se foram, três meses e eu continuo sóbria. Continuo respirando, e eu estou muito melhor.
Eu estou muito melhor sem vc, pq isso já não me faz falta. Pq eu não sinto mais nada por quem vc se tornou. Não adianta sofrer e não ganhar nada em troca por tudo q eu senti, pq eu sei que nada vai repor isso.
Cortei todas as minhas ervas daninhas para manter as flores.

terça-feira, 7 de outubro de 2008

Arlequim

[Leia esse post ouvindo: Bright Eyes - Sunrise, Sunset.] 

Aonde você foi que eu não te vejo?
Que eu não te encontro nas esquinas por onde ando.
E existem tantas coisas acontecendo ao meu redor
Que eu não sei se eu me perdi
Ou se eu nunca me achei de verdade.
E então eu fecho os olhos ali mesmo.
Parando no meio da rua, no meio da faixa de pedestre
Lembrando da perfeição dos seus olhos castanhos
Dos seus olhos traiçoeiros
Do desejo
E eu deveria ouvir a buzina dos carros
Mas a sua voz está muito alta ecoando na minha cabeça
E é meu coração sangrando na contramão
Da direção de onde o seu deveria estar
É o mesmo erro se repetindo, não é?
Como se eu tivesse me predendo a um círculo
De uma obsessão que eu inventei
E é meu corpo incendiando, não é?
Melhor abrir os olhos
E seguir em frente...
Então todas as bebidas e a necessidade de buscar afeto em outros corpos
São uma tentativa de suprir o buraco que você deixou em mim
Malditas expectativas que eu nutri
Quem mandou ter um coração amaldiçoado?
E eu não posso acreditar que esse vinho
É mais doce do que você, Arlequim.
E me faz menos mal.
E nesse ritmo frenético
Eu vejo que eu não sou muito diferente de você
Vivendo de palhaçadas.
De besteiras previstas.
De mentiras contadas com a mais rude veracidade.
E eu não consigo dormir, Arlequim.
Eu estou aqui, em frente a sua casa
Mas você não me deixaria entrar.
Não se preocupe. Eu guardei minha chave.
Eu entrarei de qualquer jeito.
Você precisa saber, Arlequim.
Você tem que saber que você me fez perder a cabeça!
Você me fez perder o sono
E agora eu não sei dormir
Na minha cama
Virando de um lado pro outro
Arquitetando planos repletos de desespero
Eu não sei viver sem você, Arlequim.
É por isso que eu estou indo aí.
É por isso que eu estou aqui.
Eu não sei dormir longe de você, entende?
E se eu não estivesse aqui, eu não poderia adormecer, finalmente.
Por que eu cansei de ver tudo se dissolver em frente á mim.
E eu sei que se eu te pedisse
Você diria não.
Não, eu não posso dormir.
Não, eu não posso dormir na sua cama.
Existe tempo pra dormir quando se está morto
E então que irônico que isso é
Sua cama virou meu túmulo.
É aqui que você vai achar meu corpo
É aqui que você vai achar minha alma
E perceber que eu te amei, Arlequim.
Que seu amor me dava vida.
O cenário perfeito, a arma engatilhada, o tiro.
E se isso sair no jornal,
Avise que o amor mata, Arlequim,
E que eu te amei.

sábado, 4 de outubro de 2008

Cigarettes, smoke and a letter

Aqui está uma carta que estou escrevendo pra você de todas as coisas que eu nunca pude dizer (e é a verdade) é a carta que você está queimando de mim de todas as coisas que você nunca quis escutar eu não sei o que estou tentando dizer, estêncil no seu coração para outras mãos e você diz isso melhor... meu coração, suas mãos.
Feche seus olhos e pense em mim. Eu estou pegando tudo de volta, eu não consigo esquecer seu rosto, eu não consigo esquecer o que você disse, eu não consigo apagar as memórias, é como correr de um fantasma.

Eu estou matando a única pessoa que eu pensei que conheci na vida.
A única pessoa culpada por isso é você.
Eu tenho coisas a dizer que eu sei que você quer ouvir.
Eu consigo ver seus pensamentos completamente claros.
Eu não irei tão longe, escolhi ficar aqui. Lembrar de onde estamos.
Eu pensei que havia visto seus olhos, dentre fumaça e cigarro
mas eu estou vendo fantasmas esta noite
Ele me persegue. Até o meu amargo fim.
Eu juro que ouvi sua voz, estupefata por conversação mas eu só estou ouvindo fantasmas
Hoje a noite, os bares se fecham às claras
e eu bebo o dia inteiro como se isso estivesse em decadência

Demais para viver pra sempre, demais para a morte nos separar.

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Não Quero, Não Posso... Mas Devo Contar?

Se eu pudesse dizer tudo.
Diria pra você que estou com raiva, do seu descaso, da sua falta de consideração.
Não estou dizendo que eu não entendo, mas sim, que uma porção de mim não quer esperar.
Esperar por você.
Porque eu não sei se você sabe, mas esperar me mata, me cansa me deixa irada.
Porque eu não sei se você sabe, mas eu preciso de você agora, que você seja meu, nem que seja por um segundo, em parte, mas de preferência por inteiro e por que você não se entrega a mim?
Por que você vive nessa cisma de que eu estarei aqui pra sempre?
Talvez eu tenha te dado a idéia errada, amor. Talvez você pense que eu estou aqui me guardando, te querendo, te desejando...
Parte de mim o faz de verdade, e se odeia por fazer isso, mas a outra parte segue em frente e tenta não olhar pra trás.
Olhar pra bagunça que você deixou e que eu não faço questão de limpar. Porque talvez eu goste... Talvez, uma parte de mim acha que você volta pra re-bagunçar minha vida, pra mexer com minha cabeça e me deixar tonta.
Daqueles dias na praça, onde cada momento de silêncio nos fazia rir constrangidos, porque a gente se fala só num olhar... Só num simples: eu te amo - diário.

Se eu pudesse te contar, que ninguém nunca fez comigo o que você está fazendo...
Isso é bom...
Seria bom se fosse justo.
Seria bom se eu soubesse que você sente o mesmo.
Isso é ruim
Porque você se acha o máximo
Porque eu preciso de você agora.
Isso é ruim.
Seria ruim, se eu não achasse fantástica a maneira como você olha pra mim.
Com olhos de criança, esperando minha reação para cada atitude sua.
Rindo bobamente das suas piadas internas comigo.
Patética a maneira como eu me entreguei
E você não o faz em retorno.

Patética a maneira como eu te amo...
E você...
Não faz nada em retorno.

domingo, 28 de setembro de 2008

Insanidade

Eu tenho o pressentimento de que esse texto é tão importante pra vocês quanto pra mim.
É por isso que 1:40 da manhã eu começo a escrevê-lo, na vã esperança de que isso faça adormecer meu cansado coração.

Eu sei que houve um tempo em que tudo era mais simples.
Em que eu ainda tinha esperanças de que as coisas pudessem mudar, que você pudesse ser exatamente como eu esperava, que você me visse exatamente como eu desejava.
Eu estou aqui, me desequilibrando, desacreditando, me partindo em pedaços só pra te ver recolher as pequenas partes espalhadas pelo chão.
É sempre assim? Esse frio na barriga? Essa ansiedade? É sempre doloroso assim?
Por que você surgiu e virou meu mundo de cabeça pra baixo. Você me transformou no que sou. Nas dúvidas que tenho, na mente que insiste em não te deixar ir.Se bem que eu nem sei mais até que ponto é mente e até que ponto é coração. Eu só sei que eu estou aqui.
Eu estou aqui com disposição pra tentar fazer isso dar certo e a maneira como você é displicente com isso não me agrada nem um pouco. Qualquer um pode ver que eu não sou expert em demonstrar meus sentimentos, mas isso não diminui o que eu sinto por você.
Isso não é nada novo.
E eu não tenho medo da sua reação mais, por que não há mais nada pra se perder quando até eu me perdi.
Sabe o que me restou?
Você.
Então eu estou me segurando firme á esse pequeno pedaço de corda, rezando pra não cair nessa vala. Pra não ir parar no fundo do poço mais uma vez.
O que eu quero dizer de verdade é que eu não acho justo que você me faça esperar.
Que você tenha tanto descaso com tudo o que eu tenho pra te oferecer.
Se eu pudesse apenas tocar você com as minhas mãos geladas sem te ver recuar
Você sentiria na pele o meu arrepio.
Sente a minha vontade de estar com você?
Aí você saberia
Aí você enlouqueceria
Por que sentir isso, amor...
Sentir esse amor
É insanidade.

domingo, 21 de setembro de 2008

Revelando os mistérios de Bib-hibs

Após muitos anos de pesquisas árduas e ultra-secretas ao redor do mundo (e contatos com possíveis galáxias distantes), tenho o prazer em apresentar-lhes os dados técnicos da menina-prodígio, mais conhecida como Bib-Hibs.
Para a coleta de tais informações, que mudarão a sua vida e das pessoas ao seu redor, foram realizadas experiências com o auxílio de sistemas de tecnologia de ponta, criados especificamente para estudar essa exímia criatura, mais conhecida como Bib-Hibs.
Sem mais delongas, eis os dados da rara espécime, mais conhecida como Bib-Hibs.
  • Ela TOPA-TUDO.

(Arika: "Queria montar uma banda[...]", Bib-Hibs: "Vamos montar uma").

  • Ela é prática.

(Arika: "Tenho que estudar [...] Quê que a gente faz numa hora dessas?", Bib-Hibs: "Estuda que nem louca... Ou fica aqui :D").

  • Ela fala amiga.

(Bib-Hibs: "Eu falo amiga às vezes").

  • Ela é Du Mal.

(Bib-Hibs: "Nossa. Disseram isso em sala dia desses. Que eu era do mal").

  • Ela é Madame Bib-Hibs.
  • Ela é uma big-espiã coworker do Sherlock Holmes.

(Bib-Hibs: "Na verdade é o contrário. Sherlock é meu co-worker. Eu sou a mente por trás do brilhantismo").

  • Ela é uma cientista.

(Bib-Hibs: "Cientista louca. Mas ainda assim tá valendo").

  • Ela é modesta.

(Bib-Hibs: "Eu sou linda *-* ").

  • Ela é dimensionista.

(Arika: "Que mais, Bibs?", Bib-Hibs: "Eu também sei explorar a terceira, quarta e quinta dimensão ^^").

  • Ela é complexa.

(Bib-Hibs: "Porque se trata de um plano elaborado sem objetivo fixo").

  • Ela gosta de jogar.

(Bib-Hibs: "Arika é das minhas... Gosta de jogar.").

E, por fim, alguns depoimentos de fontes confiáveis que comprovam e complementam os dados apresentados:

>> Arika, entrevistadora da reportagem:
"Conviver com a Bibs é uma surpresa a cada dia... OLÉ!! 8D"

>> Belle.Sorceress, especialista em estudos relacionados a Bibs:
"Aposto que ela trabalha na CIA também..."

Eis os dados reveladores (que inclusive podem custar a sua vida - perdoe-me não ter lhe avisado antes que lesse) desse único ser, último da linhagem, mais conhecido como Bib-Hibs.

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

C (de confusão)

Eu não consigo imaginar todas as pessoas que você conhece. E os lugares que você vai. Quando as luzes estão baixas, eu não entendo todas as coisas que você tem visto.
Mas eu estou desaparecendo dos seus grandes sonhos... É sempre você nos meus grandes sonhos.
E você me diz que está terminado. Acordar, deitada em trevos de quatro folhas, e você está cansado e eu estou exposta. Você tem que sair, você não suporta me ver tremendo. Você me deixaria ir? Achei que não...
E você não quer estar aqui no futuro. Então você diz que o presente é apenas uma interrupção agradável do passado. E você não quer olhar mais de perto porque você está com medo de descobrir que toda a esperança que você mandou para o céu, agora, já tenha acabado. E acabou por causa de mim.
E então você me traz pra casa com medo de descobrir que você está sozinho e eu estou dormindo na sua sala de estar. Mas nós não temos lugar para viver.
Então você me traria pra casa porque nós dois sabemos o que é estar sozinho e eu estou sonhando na sua sala de estar... Nós não temos lugar para viver.
E C está vindo subindo as escadas em suas roupas novas... E eu estava pensando... Nós estivemos bebendo e isso não me leva a lugar nenhum.
Meu C veio subindo as escadas e tudo o que eu pude fazer foi tocar seus cabelos escuros, e eu estive pensando, me machuca pensar que as noites que nós estivemos bebendo nunca levou-nos a lugar algum.
Isto é porque eu posso soletrar confusão com C e eu posso gostar, e isso está morrendo em outros braços... Porque eu tiver que tentar? É para "Funeral For a Friend" e aquelas noites no meu carro. Quando você ver a primeira estrela, pode não ser uma estrela. Eu não sou sua estrela. Não foi isso que você falou? O que você pensou que essa música queria dizer?
E se é isso que é necessário apenas para rir dos meus erros e viver com o que eu fiz para você, todo o inferno por qual fiz você passar. Eu sempre pego o relógio as 11:11 e agora você quer conversar.
Não é difícil sonhar que você sempre será meu C.
Meu C.
Nunca te machucarão como eu tentei machucar. É a verdade, garoto.
Isso é para um garoto que entrou na minha mente com todas as coisas bonitas que ele fez. Ei, sabe, você me mantem acordada na cama, isso é para um garoto que entrou na minha mente com todas essas merdas que eu fiz. Talvez, querido, você poderia me manter acordada na cama...
Meu C...
Você gira em volta de mim como um sonho que nós atuamos em um filme.
E eu disse “Sabia que senti sua falta?”
Eu sinto sua falta...
E aí você me traz pra casa e nós iremos dormir, mas desta vez, não sozinhos. E você vai me beijar na sua sala de estar. Eu sei que você sente minha falta na sua sala de estar porque nessas noites, eu acho que eu sentirei sua falta na minha sala de estar. Nós não temos lugar... Eu disse, alguém precisa desse lugar?!
Porque todos nós precisamos de um pouco mais de espaço para amar.
Meu C...

domingo, 14 de setembro de 2008

Nenhum.

Normalmente eu sou aquela cheia de esperanças.
Aquela que chora em casamentos, que filosofa sobre o amor.
Só que o mundo dá voltas.
O mundo dá voltas.
Então depois dos beijos loucos que nós demos naquela sexta feira no carro, da forma como eu permiti me envolver com você, não seria típico se terminasse assim?
Uma noite só. Uma noite só.
Que representou a quebra com tudo o que eu havia dito até aqui.
Você me fez alguém estúpida. Alguém que mesmo depois de todos os sorrisos, todos os toques que nos fizeram escalar paredes, é vil a ponto de contradizer sua própria moral.
Então aqui vem aquilo que eu realmente queria dizer.
O amor não enfraquece as pessoas.
O amor não existe.
É só uma ilusão que nós criamos pra justificar a necessidade de não vivermos sozinhos nesse mundo rude, insensível e cada dia mais doloroso.
Ou talvez ele exista.
Só não pra mim.

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Wonderwall

{E talvez você seja quem me salve}

Talvez o mundo esteja de cabeça para baixo e nós somos os únicos que nos mantemos normais, parados, equilibrados. Talvez todos mudaram e nós permanecemos aqui, parados no tempo, esperando que alguém nos salve.
Queria saber se alguém vem me salvar, para que eu possa finalmente viver como os outros e parar de me sentir como uma estranha no mundo que eu mesma vivo. Porque eu estou sem ar e pela primeira vez eu tenho companhia, pelo menos não estamos sozinhos.
Mas vendo aquela vida paralela, eu percebo o quanto eu queria que ele viesse... Que ele apenas percebesse que é dele que eu preciso para sair daqui, para levar meu companheiro, para me salvar.
Porque o difere ele das outras pessoas, é que ele é o único que pôde me tirar daqui, o único que viu através de mim, o único que deseja me ver e ainda brinca com meu coração.
Meu companheiro me compreende, meu companheiro é meu amigo, mas ele, ele é tudo, ele é quem me tira o ar e continua fazendo isso. Porque ele consegue me ver, mesmo quando ele está longe, mesmo quando ele está neste mundo paralelo onde é tudo feliz. Ele me faz ver a felicidade. Ele é tudo ou nada. Ele é o que eu sempre sonhei e o meu maior pesadelo... Ele me deixa assim...
Pirada

[Where is Your Heart? - Kelly Clarkson]

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Todo mundo diz que estou melhor mas você me conhece bem

Eu sigo o meu caminho e você siga o seu, e acho que isso é mais forte que eu.
Tive minha chance e não sobrou mais nada que possa fazer você ficar. Mas espero que daqui pra frente tudo se renove pra nós dois, nossas vidas são tão diferentes, viva agora tudo o que sonhou.
Muita coisa ainda está por vir muita coisa ainda vai mudar.
Esse é meu preço pra deixar você ir...
A melhor parte de mim leva o meu caminho até você
Isso é o que me deixa mais forte, me faz tão bem que perco o medo e me sinto melhor, já posso enfrentar todos os meus problemas pois agora sei que quando acabar você vai estar aqui. Eu posso ver, posso sentir que quando tudo acabar será você e eu mais uma vez, posso sentir a melhor parte de mim.
E no momento certo meu lado bom vai aparecer, me mostra a coisa certa a fazer... me faz tão bem.
E se eu te disser que ainda me sinto mal sabendo quem você quer, sabendo o que te faz feliz... E se algum dia eu te ver como alguém normal, sabendo quem você é, sabendo que nunca quis ficar junto de mim.
Eu sou o disco que você não quer mais ouvir, sabendo que vai doer, sabendo que é sobre você...
Eu sou a história que você não quer mais contar, sabendo que é sobre nós dois
E o que aconteceu depois, o nosso fim.
Tentei esconder, deixei de falar mas sei que meu olhar vai me entregar.
De novo estou sem rumo, perdida no meu mundo mas dessa vez fui longe demais
Todo mundo diz que estou melhor mas você me conhece bem.
Te vejo em outros rostos, em sentidos opostos... Não sei se você quer se encontrar.
É nossa indiferença que me mata por dentro, mas eu sempre finjo aceitar.

[E quando tudo acabar você vai estar aqui.... (?)]

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

1ª Postulado

*ressurge das cinzas de pó do século passado e se materializa na sua frente*
Hey-ho, chicas y chicos!!!

OBS: Antes de mais nada, sinto-me na obrigação de alertá-lo, caríssimo leitor(a), que se estiver à espera um post meigo, delicado, "sensível à alma feminina", ou qualquer coisa do gênero, pode tirar o cavalinho da chuva, meu amigo. Estou aqui pra criticar mesmo.

Poois é, poois é, a famosa e querida Arika está de volta! *cof*
Nem sei o que dizer ao certo, faz taaanto tempo que não venho aqui...
Na verdade, sei sim.

Primeiramente, vim dar um intervalo a esses posts apaixonados de minhas nobres irmãmiguinhas (olha só, mais uma gíria para o Alfatal :D).

Não, já sei, tive uma idéia melhor... Como sou a "Ovelha Negra" dessa admirada e respeitada Irmandade, vou manifestar a minha opinião sobre o tão falado e babado "amor" (e sim, eu tenho uma certa aversão a essa palavra).
Mas, sejamos sinceros, caros senhores, como não estou lá muito animada pra postar (é mais pelo peso da consciência mesmo), serei breve quanto às minhas teorias sobre esse assunto tão atormentador. Um dia, quando estiver empolgada, darei mais explicações... Enfim...

1ª Postulado: O amor enfraquece as pessoas.

E quem discorda?

domingo, 24 de agosto de 2008

Sete coisas que eu odeio em você

Eu provavelmente não devia dizer isso mas às vezes eu fico assustada, quando eu penso sobre o beve relacionamento que tivemos. Foi incrível mas nós perdemos, não é possível pra mim não me importar. Agora estamos parados na chuva mas nada vai ao menos mudar até você ouvir amour, as 7 coisas que eu odeio em você.

Você é em vão, seus jogos, sua insegurança

Você me ama, você gosta dela

Você me faz rir, você me faz chorar

Eu não sei que lado escolher

Seus amigos são uns idiotas, e quando você age como eles, saiba que machuca

Eu quero estar com aquele que eu conheço, e a sétima coisa que eu mais odeio em você é que você me faz amar você.

É constragedor e é silencioso como eu espero que você diga o que eu preciso ouvir agora, suas sinceras desculpas e quando você fizer isso de verdade, eu vou acreditar. Se você escrever isso, eu vou apagar. Vamos ser claros, eu não vou voltar... Você está está se afastando daqui.

Comparado com todas as coisas boas que demorariam muito pra serem escritas eu provavelmente devo mencionar as 7 coisas que eu gosto.

Seu cabelo, seus olhos, seu jeans velho

E quando nos beijávamos, eu ficava hipnotizada

Você me faz rir, me faz chorar

Mas eu acho que ambos que eu tenho que escolher

Sua mão na minha, quando nos misturamos tudo fica bem.

Eu quero ficar com aquele que eu conheço, e a sétima coisa que eu mais gosto que você faz... é que você me faz amar você.

(:

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Mais um sonho contigo ><

Eu sentia desde a primeira vez que eu te vi que em algum momento nossos caminhos se encontrariam. Eu só não esperava que fosse assim tão sutilmente.
Por que quando eu imagino ela beijando você, eu fico doida de raiva. Ainda que isso pareça te deixar momentaneamente feliz.
O que você não percebe é que você tem que ser meu. Você tem que ser meu, por que quando eu olho nos seus olhos eu não sei mais ser coerente. Eu fico parecendo uma boba alegre e honestamente não sei o quê em você desperta o meu lado mais louco, desperta o meu desejo.
Você me faz rir, me aparecesse em sonhos como meu anjo da guarda, meu super-herói.
Mas eu não sei ser mocinha. Eu sempre amei os vilões que são inteligentes, malvados, determinados e lindos.
E essa noite foi a segunda seguida de sonhos com você...
Dormindo, eu digo. Por que acordada eu sempre sonhei com você.
E nesse sonho você me queria como eu quero você. Você me puxava pro seu colo, me beijava e fazia tudo em volta desaparecer.
Eu acordei.
E tô até agora sonhando acordada, mesmo que isso doa um pouco. Mesmo que eu saiba que isso é arriscado, que você tem outra pessoa na sua vida e que é educado o suficiente pra não destruir completamente os meus sonhos com você.
Acho que todos os dias serão assim... Eu acordando de mais um sonho contigo e pedindo de todo o coração para que um dia esse sonho se torne real.
Por que de repente, você é tudo o que eu sempre quis e precisei.
Você é super-herói e vilão dentro do meu coração.

[" I wonder if you, wanted me like I wanted you." - Fauxliage - Let It Go]

domingo, 3 de agosto de 2008

Te dizer que amor não senti é mentir pra mim

Eu não estou pedindo por uma segunda chance, eu estou gritando à plenos pulmões.
Me dê uma razão, mas não me dê escolha, porque eu simplesmente farei o mesmo erro outra vez.

Eu quero que você se lembre de mim pra sempre assim. Descanse seus ombros, respire fundo porque está quase acabando.
Finalmente eu pude abrir os olhos, ver que é melhor assim do que te ver longe de mim. Finalmente pude encarar que o que eu sinto por você me fez crer que eu só queria te ver feliz, com quem você escolheu.
E eu não consigo mais sofrer. Nem querendo.

E talvez um dia nós nos encontremos e iremos conversar e não apenas falar.
Nós continuamos seguindo em frente, deixando até o que sobrou de nós pra trás.
Mas algum dia você olhará pra mim e não verá mais aquela garotinha boba, você verá uma mulher.

Você estará para sempre nas minhas melhores lembranças.
Te perdendo eu cresci tanto que eu não sei se quero mais te encontrar.

segunda-feira, 28 de julho de 2008

Fergie said.


"Eu te amo. É uma desculpa ruim pro que eu tô fazendo, mas ainda é verdadeira".
Não é justo que toda vez que eu me aproxime de você, eu tenha que recuar. Por que eu sinto que você é frágil demais para aguentar a parte mais louca que há em mim. Eu estou presa entre as teias de letras, entre as palavras que você tão minuciosamente me pronunciou. Eu não entendo o por quê, mas eu tenho que fugir. Da sua lembrança e da sua voz perfeita me fazendo cair em armadilhas que eu sabia que estariam lá.
Quem é você que me fez sentir como se eu tivesse congelado meu coração?
Quem é você, que não aparece e não me rouba um beijo meu. Quem é você?
Eu estou ficando cansada desses jogos de esconde-esconde. Afinal de contas, o amor é isso mesmo. É um jogo onde os mais fracos se apaixonam e os mais fortes observam de fora sem se deixar atingir. É isso o que eu me tornei. Por estar grandinha demais pra esperar por você, amor.
And big girls don't cry.

sexta-feira, 18 de julho de 2008

(You Want To) Make a Memory.


You wanna steal a piece of time?
No retorno glorioso à AlfaTal! *-*

Eu... Você.
Havia um tempo em que éramos nós, um tempo, onde nada nem ninguém podia nos atingir. Onde nada era páreo para a quantidade enorme de amor que sentíamos.
E hoje? Hoje, vivemos nostálgicos, esperando aquele momento de volta. Se você não espera, eu pelo menos espero. Que algo ou alguém me pegue, me tire desse lugar cinza e me leve de volta à você. Me traga aquela paz que eu tinha.
Mas você me deixa, então não há objetivo em querer-te de volta.
Vai ver eu sou louca, gosto de sofrer por quem não me quer.
Mas se você é a única coisa que eu quero, eu não devia correr atrás de você?
Eu não deveria me esforçar mais?
Ou você que deveria fazê-lo, porque eu sei que você seguiu em frente sem nem ao menos olhar para trás, e eu sei que ela se parece comigo, mas ela não sou eu.
Porque, por mais que você tente disfarçar, você está procurando alguém que faça o que eu fiz com você, que te deixe com a cabeça rodando, embriagado de desejo e paixão. Mas não adianta esta procura boba, porque só eu faço isso com você.
Mas por que você me afasta quando eu me aproximo?
Eu só sei que estou cansada, não tenho mais forças, pra correr atrás de você. Quero ser feliz ao seu lado, mas você vive me negando isso.
Então, só para ficar claro.
Eu vou te tirar da minha mente, da minha cabeça. Vou rasgar as páginas do meu diário que tem você, vou parar de ouvir as músicas que me lembram você. Quero te esquecer, por mais que esta seja uma tarefa quase inexequível. Eu consigo.
Porque meu amor, a cada dia que passa, se transforma em uma raiva que eu reprimo, então agora você tem que me ouvir.
Tem que saber...
Que até o fim...
Eu te amei.
Mas agora estou começando de novo.
A única diferença, é que você terá de mim apenas esta foto, este momento congelado.
Estou começando de novo.
A única diferença...
É que estou começando sem você.
=/

"I'm miles from where you are
So I lay down on the cold ground and I
I pray that something picks me up
And sets me down in you warm arms"
- Snow Patrol - Set The Fire To The Third Bar