quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Didn't We Almost Have It All?

Talvez você fosse tudo o que eu precisava, talvez você seja exatamente do que eu preciso.

Só você não vê que dentre milhões de pessoas, eu te encontrei e você me encontrou, uma réplica exata de nós dois, como almas gêmeas, se você acreditar nisso.

Porque desde o primeiro dia que eu te vi, eu não pude tirar você da minha cabeça e pensava em você o tempo todo, toda hora, te queria do meu lado, te queria por inteiro, queria que, por um dia a gente pudesse sair de mãos dadas e dizer ao mundo que o que a gente sente é maior que todo o preconceito, que toda baboseira que vem tentando enfiar na nossa cabeça desde o início.

Porque a verdade verdadeira é que eu só procurava avidamente por você em outros corpos, outros lábios, outros olhos. Eu via você, eu via seus olhos olhando os meus de uma maneira que nunca havia acontecido… Mas sempre acordava do meu devaneio e tudo estava a mesma coisa, você ainda não me queria como eu te queria e eu fui paciente o suficiente para viver com o fardo de te amar sozinha…

E se um milhão de pessoas, de beleza estonteante viessem falar comigo, eu as compararia com você, mesmo sabendo que é um erro, que eu não devia viver só pra você. Mas o problema é que eu penso em você como a pessoa mais perfeita, e você pode não concordar, eu não me importo. Porque você nunca pôde se ver através dos meus olhos…

Afinal de contas, quando eu: uma pobre coitada que te ofereceu apenas versos bonitos de uma música que não sai da sua cabeça, quando eu iria ser notada por você?

Quando você ia me ver… Por trás de todo riso, por trás dos conselhos, dos discursos inspiradores? Quando você ia ver que eu costumava ter um coração? Que eu não tenho mais um porque você o pegou em suas mãos e fez questão de esmagá-lo em pedacinhos? Mesmo sendo algo… Que nós dois sabemos que você fez porque não consegue admitir que sente o mesmo…

Não consegue olhar pra mim sem sorrir.

Não consegue disfarçar a felicidade ao me ver.

Não consegue disfarçar que me ama e que gosta de viver em negação, porque para você, é uma posição conveniente.

Conveniente porque eu que fico aqui, como uma tonta, uma idiota que te espera…

Só você não vê que dentre milhões de pessoas, eu te encontrei e você me encontrou, uma réplica exata de nós dois, como almas gêmeas…

Mas apenas se você acreditar nisso também.

5 comentários:

  1. Muito... Hm...
    Lindo. *-*
    [Momento convencida mode: off]
    Eu gostei...
    Lembra-me uma história...
    Várias histórias na verdade... Mas é algo a se pensar: Você acredita em almas gêmeas?

    ResponderExcluir
  2. Não sei, Bih =/
    Ás vezes sim, sabe?

    Deredith esse texto.
    Ou Merek.
    xDD

    Apaixonay pelo seu texto, ermã.

    ResponderExcluir
  3. Nossa, morri!
    Lindo, lindo, lindo *____*

    sério, chorey litroz de garrafas pets ;_____;

    ilysfm♥

    ResponderExcluir
  4. Nooossa, que boniito, Bibs!!! o.o
    Tá se superando, hein Madame?! ;D

    :*

    ResponderExcluir
  5. Ah! Quanto à pergunta... Vou pensar a respeito e depois digo (y)

    ResponderExcluir