quinta-feira, 30 de abril de 2009

Para quem me odeia

Eu te amo. E não seria metade do que sou sem você, juro.
É seu ódio profundo que me dá forças para continuar em frente, exatamente da minha maneira.
Prometa que nunca vai deixar de me odiar ou não sei se a vida continuaria tendo sentido para mim.
Eu vagaria pelas ruas insegura, sem saber o que fiz de tão errado.
Se alguém como você não me odeia, é porque, no mínimo, não estou me expressando direito.
Sei que você vive falando de mim por aí sempre que tem oportunidade, e esse tipo de propaganda boca a boca não tem preço.
Ainda mais quando é enfática como a sua - todos ficam interessados em conhecer uma pessoa que é assim, tão o oposto de você.
E convenhamos: não existe elogio maior do que ser odiado pelos odientos, pelos mais odiosos motivos.
Então, ser execrada por você funciona como um desses exames médicos mais graves, em que "negativo" significa o melhor resultado possível.
Olha, a minha gratidão não tem limites, pois sei que você poderia muito bem estar fazendo outras coisas em vez de me odiar - cuidando da sua própria vida, dedicando-se mais ao seu trabalho, estudando um pouco.
Mas não: você prefere gastar seu precioso tempo me detestando.
Não sei nem se sou merecedora de tamanha consideração.
Bom, como você deve ter percebido, esta é uma carta de amor.
E, já que toda boa carta de amor termina cheia de promessas, eis as minhas:
Prometo nunca te decepcionar fazendo algo de que você goste. Ao contrário, estou caprichando para realizar coisas que deverão te deixar ainda mais nervoso comigo.
Prometo não mudar, principalmente nos detalhes que você mais detesta. Sem esquecer de sempre tentar descobrir novos jeitos de te deixar irritado.
Prometo jamais te responder à altura quando você for, eventualmente, grosseiro comigo, ao verbalizar tão imenso ódio. Pois sei que isso te faria ficar feliz com uma atitude minha, sendo uma ameaça para o sentimento tão puro que você me dedica.
Prometo, por último, que, se algum dia, numa dessas voltas que a vida dá, você deixar de me odiar sem motivo, mesmo assim continuarei te amando. Porque eu não sou daquelas que esquece de quem contribuiu para seu sucesso.
Pena que você não esteja me vendo neste momento, inclusive, pois veria o meu sincero sorrisinho agradecido - e me odiaria ainda mais.

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Confissão

Costumava ecoar por sobre o campo a voz grave e melodiosa do meu novo brinquedinho. Não acreditava mais que podia existir amor pra mim e ele tentava me convencer do contrário. Tinha vinte e poucos anos e era formoso. Ele era uma combinação perfeita das imperfeições de meus outros amores, uma reminiscência fixa dos meus dissabores.
Falava bonito, palavras de menino, embora no peito carregasse o ardor de um homem vivido. E eu fui me entregando devagar às mentiras que ele me contava. Dizia se importar, que nunca ia me abandonar e nós dois sabíamos que tudo fadava ao fracasso. O destino seria o mesmo e não importava quantos passos eram dados.
Eu o olhei profundamente e dei meu sorriso de menina, beijei-o avidamente e disse, arfante entre nossos beijos e mordidas, que queria que ele fosse embora e não voltasse mais. Eu não poderia me envolver, entenda, se sabia que ia magoá-lo, talvez de forma ainda mais cruel, no futuro.
Ele me olhou perturbado sem entender o motivo daquilo. Perguntou se eu estava brincando e eu disse que não estava. Ele saiu desolado, nunca mais me procurou.
Agora eu o encontrei na esquina, vestindo um terno caro, acompanhado de uma mocinha bem mais jovem que ele. Ele amadureceu e percebeu que não se pode acreditar em nada que é eterno, que temos que viver o presente. Ele só se deu bem por isso. Porque eu o magoei e ele se superou, como eu sabia que o faria.
Eu não o despedacei, só tornei-o mais interessante.

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Between the bars

Beba, amor, fique acordada a noite toda
As coisas que você poderia fazer, você não vai, mas deveria
O potencial que você terá e que nunca verá,
As promessas que você apenas fará.
Beba comigo agora e esqueça toda a pressão dos dias.
Faça o que eu digo e eu te deixarei bem, e as manterei afastadas,
As imagens presas na sua cabeça,
Pessoas com quem você esteve antes, que você não quer mais ao seu redor.
Que insistem e forçam e não se curvarão à sua vontade,
Eu as manterei em silêncio.
Beba, amor, olhe para as estrelas, eu te beijarei novamente
Entre os bares onde estou te vendo
Lá, com as mãos no ar, esperando para finalmente ser pega.
Beba mais uma vez, e eu vou te fazer minha
A manterei distante, profundamente no meu coração, separada do resto,
Onde eu gosto mais de você.
E manterei as coisas que você esqueceu
Pessoas com quem você esteve antes, que você não quer mais ao seu redor
Que insistem e forçam e não se curvarão à sua vontade
Eu as manterei em silêncio.


To the eternal sunshine; today, the falsehood's day, to silence my eternal anguish.

Oh, Elliott...
Thank you.

quarta-feira, 22 de abril de 2009

E como vai teu príncipe?

Belle.Sorceress diz:
E como vai teu príncipe, ó nívea donzela?


Snow White Queen diz:
Não dizeis tamanha tolice, ó bondosa dama, não sabeis que meu fardo é querer a quem não me queira e que me parece ligeiramente torpe ficar auspiciosa esperando por algo que pode nunca chegar?


Belle.Sorceress diz:
Mas, amiga querida, não desesperai-vos... sei que não sou a voz da sabedoria, que dirá da experiência?! Todavia, arrisco aconselhá-la, terníssima alma: não acalente teus desejos, guarde-os no teu âmago e proteja-os das ilusões de ludibriosos obstáculos; um dia há de chegar aquele que arrematará teus medos e trazer-lhe-á forças donde jamais pensara obter um dia, doce persistente desesperança...


Snow White Queen diz:
Não vedes, nobre alma, não vedes que inúmeras vezes eu lancei meu coração às mais afáveis faces esperando que aquele fosse o momento pelo qual eu esperei devaneando? Percebei que não há punição maior para um coração que sonha do que perceber que seus sonhos são ilusões e aí entenderás a minha cruel sina. De tanto ter esperanças, perdi-as. E o medo de me ferir, ainda que por instantes, é o que me impede de fazer com que elas cresçam novamente. Qual o objetivo? Se será o meu coração lanceado no fenecer de toda e qualquer história composta a dois...


Belle.Sorceress diz:
Ó, pura ternura, devasta-me o coração, centro de minhas emoções, ao certificar-me de que estais prestes a abandonar os resquícios da gloriosa esperança de uma vida conjugal! Entristece-me a alma ver tão belo ser entregar-se às perversas armadilhas de Eros, o verdadeiro pertubador do equilíbrio universal! Portanto, rogo-lhe, admirada amiga, persista e não condene sua essência à temível solidão!



A gente se empolga às vezes... xDDD

domingo, 19 de abril de 2009

I could stay away forever if I tried


Well you say that I treat you like a book on a shelf
I don't take you out that often 'cause I know that I've completed you
And that's why you are here, that's the reason why you're here. How awful that must feel. You said you would be my dream, I could have you every night and if, by morning, I'd forgotten you, well, that's ok, it'd be all right 'cause you are the reoccurring kind.
You never really leave my mind. Are you the love of my lifetime? 'Cause there's been times when I've had my doubts. We were just kids when I first kissed you in the attic of my parents house and I wish we were there now. It took so long to figure out, what this book has been about. Now I write when I'm away letters that you never read. You said go to explore those other men, the geography of their bodies but there is just one map you'll need. You are a boomerang. You'll see, you will return to me. You will, you will, you will, you will, you will, you will.
'Cause if you don't, then this book's all lies
If you don't, then my plans would all be ruined
If you don't, I'll start drinking like the way I drank before
And there just won't be a future anymore.

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Nicest thing

All I know is that you're so nice
You're the nicest thing I've seen
I wish that we could give it a go
See if we could be something

I wish I was your favorite girl
I wish you thought I was the reason you are in the world
I wish my smile was your favorite kind of smile
I wish the way that I dress was your favorite kind of style
I wish you couldn't figure me out
But you'd always wanna know what I was about

I wish you'd hold my hand when I was upset
I wish you'd never forget the look on my face when we first met
I wish you had a favorite beauty spot that you loved secretly
'Cause it was on a hidden bit that nobody else could see

Basically, I wish that you loved me
I wish that you needed me
I wish that you knew when I said two sugars, actually I meant three
I wish that without me your heart would break
I wish that without me you'd be spending the rest of your nights awake
I wish that without me you couldn't eat
I wish I was the last thing on your mind before you went to sleep

All I know is that you're the nicest thing I've ever seen
And I wish we could see if we could be something.

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Nowhere Man


You laugh so hard of your crappy life.
That you never realized you could change it
Now?
You dug your own grave and was buried
You killed yourself and you're never coming back.
You know what?
I feel sorry for you, T.

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Por que Nightwish mudou de vocalista?

Confira a carta sobre a "expulsão" da vocalista do Nightwish:


"Cara Tarja,

Chegou a hora de escolher se a história do Nightwish termina aqui ou se ela ainda vai continuar por um período indeterminado de tempo. Temos trabalhado nesta criação há nove anos e ainda não estamos prontos para desistir dela.

Nightwish é um estilo de vida e certamente não abriremos mão disso. Igualmente certo é o fato de que não podemos continuar mais com você e o Marcelo (marido de Tarja). Durante o último ano, aconteceu uma coisa triste que não sai da minha cabeça, todos os dias, noite e dia. A sua atitude e o seu comportamento não combinam mais com o Nightwish. Eu jamais pensei que veria minha velha amiga agindo assim. Pessoas que passam um ano sem conversar entre si não podem fazer parte da mesma banda.

Estamos envolvidos numa indústria onde os negócios são um mal necessário, além de ser objeto de constantes preocupações. Também somos uma banda cuja música sempre saiu do fundo do coração, por causa da nossa amizade e da própria música. A satisfação pessoal deve sempre ser mais importante que o dinheiro! Nightwish é uma banda, é uma emoção. Para você, infelizmente, o negócio, o dinheiro e coisas que não têm nada a ver com essas emoções tornaram-se mais importantes. Você acha que sacrificou a si e sua carreira musical pelo Nightwish, em vez de pensar o quanto ela (a banda) deu a você.

Essa atitude ficou muito clara para mim quando você me disse duas coisas naquele vôo até Toronto: 'Eu não preciso mais do Nightwish' e 'Lembre-se, Tuomas, que eu posso sair dessa banda de repente, dando a você apenas um dia de aviso prévio.' Eu, simplesmente, não posso mais compor músicas para você cantar.

Você mesma disse que é meramente uma 'música convidada' no Nightwish. Agora essa visita chegou ao fim e o Nightwish vai continuar com uma nova vocalista. Temos certeza que isto representará um alívio, tanto para nós quanto para você. Esse nosso mal-estar já durou muito tempo.

Você nos disse que, independente de qualquer coisa, o próximo álbum do Nightwish seria o seu último. No entanto, nós queremos continuar juntos enquanto a chama estiver acesa. Nós quatro já vivemos esta situação inúmeras vezes, e acabamos percebendo que é isso que queremos fazer na vida. É tudo que sabemos fazer.

Em dezembro de 2004, na Alemanha, você disse que nunca mais sairia numa turnê que durasse mais de duas semanas. Você disse também que nós podíamos esquecer os Estados Unidos e a Austrália porque os honorários e locais de apresentação eram pequenas demais.

Eu mencionei em certas entrevistas que, se a Tarja saísse, a banda terminaria. Eu entendo que as pessoas vão pensar isso. O Nightwish é, no entanto, o cenário da minha alma, e eu não estou disposto a abrir mão disso por causa de uma pessoa. Uma pessoa que quer concentrar sua criatividade em outro lugar; uma pessoa cujos valores não coincidem com os meus.

Nós nunca nos importamos com o fato de você não participar da composição e dos arranjos das músicas. Em nove anos, você nunca ensaiou as músicas conosco antes de entrarmos no estúdio. Nem nos importamos com o fato de que durante as turnês você sempre quis viajar sozinha com o seu marido. Ou com o fato de que a sua imagem sempre foi a principal da banda. Nós aceitamos e achávamos que estava tudo bem, com exceção da ganância, da subestimação dos fãs e das promessas quebradas.

Ficou acordado, entre nós cinco, que o Nighwish era para ser a prioridade durante os anos 2004 e 2005. No entanto, outras coisas foram mais importantes para você. Sendo que a última delas, por exemplo, o nosso show em Oslo, com lotação esgotada, você quis cancelar porque precisava ensaiar suas apresentações solo, precisava encontrar amigos e ir ao cinema. Foram estas as palavras que Marcelo usou num e-mail que explicava o cancelamento. Este é apenas um exemplo, entre tantos outros. Eu não consigo imaginar um modo mais egoísta de dispensar nossos fãs.

O Nightwish é um modo de vida, um trabalho com obrigações que nos envolvem e envolvem nossos fãs. Não estávamos mais conseguindo cumprir essas missões com você. Sinceramente, nós não sabemos qual de vocês dois nos levou a esta situação. De certo modo, o Marcelo transformou aquela garota adorável que você era numa diva que não pensa ou age mais do mesmo jeito. Você está convencida demais do seu status, e de que você é insubstituível.

É óbvio que vai nos culpar pelo seu estresse e tormento. E você acha também que não ouvimos, nem respeitamos você. Acredite: nós sempre a olhamos com o maior respeito como uma grande vocalista e amiga. E, nos dois últimos anos, muitas vezes os nossos planos foram feitos seguindo só as suas decisões. Você era a única que sempre queria mais dinheiro pelos shows. Esta atitude de "compensação e mais dinheiro por tudo" é o que mais nos desapontou! Nós desejamos que de agora em diante você ouça mais o seu coração em vez do Marcelo.

As diferenças culturais unidas com ganância, oportunismo e amor são uma combinação perigosa. Não se deixe consumir. Não nos orgulhamos desta decisão, mas você não nos deixou alternativa. A divergência entre nós é grande demais. E a decisão foi tomada por nós quatro. Passamos do ponto onde as coisas podiam ser resolvidas numa conversa.

Desejamos tudo de bom para a sua vida e sua carreira.

Tuomas, Emppu, Jukka, Marco."

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Canções

Tava na pior, tava perdida quando você chegou.
Tudo escuro na minha vida, sempre de mau humor.
Mas eu sabia que aquilo tudo era fase.
E quando eu tava saindo você se aproximou...

Eu tava mal, mas no meu canto eu não corria risco.
Trocando lágrimas velhas por que era preciso.
Você chegou botou moral e um tosco sorriso,
Uma lábia filha da puta, caí, de submissa...

Como criança segurei bem firme na sua mão.
Mas você me soltou e eu cai de joelhos no chão.

Atravessar sozinha a rua seria tão simples.
Agora estou aqui e os carros em minha direção...

Pensei que enxergava o mundo mas estava cega.
As portas todas fechadas e eu as vendo abertas.
Eu desfrutava o tempo livremente sem pensar,
E de repente eu vi a minha vida paralisar...

Não vejo por que te escutar,
O erro é ter medo de errar,
Quem é você pra me dizer,
Onde devo pisar?

Se a cruz dos teus olhos
Fritava a espada que havia nos meus
Derramando palavras
Tolices sagradas de um anjo ateu
Eu caminhava colhendo delírios
E derrotas régias em seu quintal
Andando em seus trilhos
Comendo sucrilhos com cara de mau

Se a luz de seus olhos
Vagava no escuro que havia nos meus
Derramando perguntas

Babando silêncios
Parindo um adeus
Eu nem ligava
Guardava os mistérios
E brinquedo velho em seu porão
Deixava meu mundo
E me escondia no fundo do seu coração.

domingo, 12 de abril de 2009

Saga de Mah e Gabi

Então. O nome dela era daqueles comuns... O nome dele era composto, de sobrenome exótico e com toda a pompa que lhe era digna.
A história deles era típica de um best-seller romântico que todas as pessoas leriam e se identificariam, exceto que dessa vez era real, era palpável, era o conto que ela lia desde pequena e que a fazia acreditar em finais felizes.
" - Eu te amo - ela dizia baixinho enquanto aninhava-se envergonhada no peito dele
- Eu sempre vou te amar - ele acariciou os cabelos dela até que ela estivesse pronta para olhá-lo nos olhos e perceber, pela primeira vez, que aquilo era certo, aquilo era real"
Eles sempre foram melhores amigos e sempre foram inseparáveis, sabiam um dos defeitos do outro e isso não foi o suficiente para fazer com que um desviasse do caminho do outro, porque quando eles tentavam, sempre estavam no ponto de partida.
E era inevitável que um dia eles se tocassem de que a vida deles era um caminho único, um percurso onde eles tomavam as decisões e eles eram um só.
E quando aquele "eu te amo" ganhou outra conotação, os dois tiveram medo de destruir tudo o que eles tinham, de dar um salto no escuro e não haver nada para eles se apoiarem.
"O que dói mais é te ter perto - ele olhava fundo nos olhos dela - E não te ter por inteira"
Ex-namorados, mas não podem de forma alguma ser ex-amigos, isso é impossível, ele era o brinquedo dela e ela guardava consigo o bem mais precioso dele: seu coração, aquele que nunca havia deixado de ser dela e que lhe dava vida e lhe bombeava o sangue. Um é parte do outro, um completa o outro.
Eu entendo o sofrimento, porque nem tudo foi um mar de rosas sempre e houve um tempo em que eles se odiaram.
"É preciso muito amor para te odiar assim - ela dizia em meio à lágrimas"
E quando tudo finalmente ficou em seu lugar, quando era seguro dar o salto e saber que alguém ia te segurar, o destino quis pregar uma peça para separá-los.
"Você vai pra longe... Vai ser melhor pra gente, estamos muito dependentes um do outro e assim você vai crescer. E eu também... Mas não esquece que eu sinto sua falta todo dia, e que eu vou acordar e ver minha cama vazia e vou chorar baixinho e dizer 'eu sinto sua falta ainda'... E nessa hora seu coração vai apertar porque o meu estará despedaçando e eles são um só... Porque a gente acha que tá longe, mas a gente não está".

sábado, 11 de abril de 2009

Um texto antigo, retratando o primeiro dia que me dei conta de que vc não era mais o mesmo.

Seu rosto estava péssimo hoje,
parece que você anda de ressaca há dias.
Seus olhos mal olhavam os meu e eu queria sair dali.
Seu riso e suas palavras não eram para mim, eu era quase imperceptível.
Mas fiquei bem porque sua nova aparência assustadora não me agradava e você não tinha mais cheiro. Suas palavras eram apressadas mas gritavam numa ênfase notável, para mim, o nome dele. O que fez meu rosto amargurar e sentir o peso daquele nome dentro de mim.
Você não se importou, nem sequer reparou.
Quando fui embora, sufocada demais com o meu próprio silêncio, pude me lembrar que a aparência dele, fosse sóbrio ou chapado, era impecável para mim.
Os olhos dele sempre procuravam os meus e eu só queria ficar ali para sempre.
Os sorrisos dele eram todos meus e so precisava de um olhar para transmitir suas palavras. Para quê palavras? Se podemos nos entender tão bem apenas nos fitando; como se estivéssemos lendo cada linha do nosso pensamento, desvendando os nossos mais obscuros mistérios.
O cheiro dele emanava doce dentro de mim embriagando meus sentidos.

Era assim quando estávamos juntos (e não é mais),
de um jeito que nunca foi com você.

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Birds HSUHSHUSAHAS

Ela estava esperando na estação
Ele estava saindo do trem
Ele não tinha ingresso, então teve de pular pelas barreiras de novo
Então o inspetor de ingresso viu-o correndo
Ele disse "garota, você não sabe o quanto senti saudades, mas é melhor a gente correr porque eu não tenho grana pra pagar essa multa"
Ela disse "tá"
Então eles saíram correndo da estação e pularam num ônibus
Com dois tickets de ontem e duas garrafas de Bud
E ele disse "você está muito bonita"
Então ela estava usando uma saia
E ele achou que ela estava bonita
E ela também não ligava pra mais nada
Porque ela só queria que ele a achasse bonita
E ele achou.
Mas ele estava olhando pra ela, como se fosse engraçado
Ela disse "vamos lá, garoto, diga-me o que está pensando, não seja tímido"
Ele disse "ok, vou tentar... Todas as estrelas lá no céu e as folhas nas árvores, os pedacinhos quebrados que a fazem pular e a grama que fica em volta, tudo o que importa neste mundo é o quanto eu gosto de você"
Ela disse "o quê?"
Ele disse "deixe-me tentar e explicar de novo... Então, pássaros podem voar tão alto ou podem fazer cocô na sua cabeça. É, eles podem quase ir direto nos seus olhos e deixá-la assustada. Mas quando você olha para eles e vê que são lindos, é assim que me sinto com relação a você"
Ela disse "o quê?"
Ele disse "você"
Ela disse "do que você está falando?"
Ele disse "você"
Então, pássaros podem voar tão alto ou podem fazer cocô na sua cabeça. É, eles podem quase ir direto nos seus olhos e deixá-la assustada. Mas quando você olha para eles e vê que são lindos, é assim que me sinto com relação a você.
Ela disse "valeu... também gosto de você"
Ele disse "legal..."

HSUHSUHSUHAUHSUHAUHSU

domingo, 5 de abril de 2009

Come pick me up

When they call your name
Will you walk right up with a smile on your face
Or will you cower in fear in your favorite sweater with an old love letter?
I wish you would
Come pick me up
Take me out
Fuck me up
Steal my records
Screw all my friends
They're all full of shit
With a smile on your face
And then do it again
I wish you would
When you're walking downtown do you wish I was there? Do you wish it was me with the windows clear and the mannequins eyes?
Do they all look like mine?
You know you could
I wish you would
Come pick me up
Take me out
Fuck me up
Steal my records
Screw all my friends behind my back
With a smile on your face
And then do it again
I wish you would
I wish you'd make up my bed
So I could make up my mind
Try it for sleeping instead
Maybe you'll rest sometime
I wish I could

sexta-feira, 3 de abril de 2009

Deu um medo, mas não passou... T-T

"Assustou, me assustou

Deu um medo, mas já passou

Essa coisa me assustou,

mas ainda não me abalou

Até deu medo, mas já passou!



*som de flauta a la irlandesa*



Não tenho medo de uma espada,

se pra mim ela não estiver apontada

Posso passar por um pequeno sufoco

E abrir a cabeça como um coco!

(abrir a cabeça como um coco?)



*flauta a la irlandesa novamente*



[...]

Assustou, me assustou

Deu um medo, mas já passou

Essa coisa me assustou,

mas ainda não me abalou

Até deu medo, mas já passou!



[...]

U-uhhhh

Me assustooooooou-oou

Mas passoooou

Deu medo, deu medo

Deu um medo,

mas já passooou



Assustou, assustou

Mas não me abalouu



Eu não tô!

Não tô com medo!

Eu podia até comeeer

Eu tô sentindo é fomeee!

(assustou, assustou, deu um medo mas já passou 2x)"



Homenagem ao vídeo do Billy que foi excluído... T-T (e eu nem cheguei a gravar a letra toda D:)