sexta-feira, 31 de julho de 2009

A praia

Você é uma longa caminhada da minha rua.
Eu estou morrendo de calor neste verão e espero mesmo que você esteja esperando.
Todos estão vivendo como se estivessem loucos de amor. Eu estou uma bagunça e tudo está tão acima de mim, do tipo formal de vida que eu levo hoje.
Bem, eles podem tirar as crianças do verão mas eles nunca, nunca tirarão o verão de mim.
Foi a primeira e última vez que eu perdi a minha mente por uma semana.
Eles podem me fazer esquecer a estação se eles nunca lavarem a areia dos meus pés.
Foi a útima vez que eu disse adeus para a praia exibindo os nossos dentes.
Então ligue pela última vez para casa, pois esta noite nós vamos sozinhos.
E eu espero que você saiba que eu estou esperando. Verão, você me sente?
Você está saindo em estilo. Pare, a resposta está num sorriso, e eu estou me purificando. Apenas me dê alguma coisa... Verão, você me sente?
Foi a primeira e última vez que eu perdi a minha mente por uma semana, que eu disse adeus para a praia exibindo meu sorriso.

segunda-feira, 27 de julho de 2009

PS: I Love You

[You. You. You.]
Eu te amo.
Eu te amo.
Eu te amo.

Fácil de falar?
Fácil de sentir?
Foi fácil de se banalizar.

O eu te amo é uma expressão intensa que mostra um sentimento sublime que poucos tem. E hoje em dia é dito da boca pra fora.
Ou isso é que é levar amor à primeira vista ao pé da letra?
Não sei.
E hoje eu vim aqui tão cheia de perguntas e espero apenas respostas.
Porque hoje em dia ama-se e "desama-se" com extrema facilidade, como se fosse fácil como trocar de roupas.
Não que eu esteja condenando o amor à primeira vista, apenas estou cética. Porque hoje em dia, amor é banal. É algo que se consegue na esquina vendo um ser bonito.
(Não sei se isso faz sentido)
Mas é só que pra mim... Amar é algo extraordinário, não simples.
Amar é ser amado ou amar sem medo da retribuição.

Amar, nem que seja seu amigo.
É você dizer pra pessoa:
Eu me entrego à você. Eu confio em você. Eu não tenho medo de quem você vá se tornar.
Eu amo você é igual a você dizer: Quero te manter por perto até além da morte.
É amar intensamente e sinceramente

Luz. Noite. Cartas de jogo. Música.

"Toda vez que o amor disser: Vem comigo!
Vai sem medo de se arrepender
Você deve acreditar no que é lindo
Pode ir fundo, isso é que é viver
Cola seu rosto no meu, vem dançar
Pinga seu nome no breu pra ficar
Enquanto se esquece de mim
Lembra da canção"


Tudo bem, ninguém precisa entender.

"Chuva de prata que cai sem parar
Quase me mata de tanto esperar
Um beijo molhado de luz
Sela o nosso amor
Enquanto se esquece de mim
Lembra da canção
Oh, lua bonita no céu
Banha o nosso amor..."

As pessoas precisam acreditar mais nos filmes de amores impossíveis.
Quem sabe.

haha.

sexta-feira, 24 de julho de 2009

METAMORFOSE

GENTE...
Xô contar pra vocês a coisa extraordinária que me aconteceu hoje...


Hoje de manhã, estava no telefone e estava olhando pra janela da minha sala.
Até que, do nada, eu vejo um CAVALO BRANCO!
Fiquei até sem palavras na hora (meio que em estado de choque, porque, convenhamos que não é todo dia que você vê um cavalo branco em frente a sua sala...).
Isso mesmo, meus caros... (telespecomputadores?), um cavalo branco no gramado aqui em frente.

Mas... AÍ É QUE TÁ!
Depois de um tempo, notei que não era um cavalo.... mas um cachorro! O.O
... G_G
Telespecomputadores.... um cachorro graaaaaande, parecia um lobo, bonitão.


E aí... foi isso mesmo '-'


Mas eu JURO que era um cavalo... que se transformou em cachorro.
Meus olhos não mentem pra mim!!! D:<


Agora, vamos às reações das pessoas a quem contei este FATÃO:

Pessoa 1: "eu acho que o excesso de gelo no seu Reino tá danificando suas funções cerebrais
Ou vai ver é só o amor mesmo"

Pessoa 2: ". . .
você confundiu...
um cavalo...
com um cachorro...?
baby...
vc tah falando sobre um CAVALO
q virou um CACHORRO...
não rola...
huAHUAUHHUahuuhahAUHhuAHUaHUAHHAUuh
baby!!!!
um CAVALO virar CACHORRO não existe em nenhuma mitologia...
hAUhuaHuauhAHUHUAHUAhuAHuUAHuAUHaHUaU
é sério baby...
vc acende incenso em casa??"

Pessoa 3: "OXE
Metamorfose
Kafka te entenderia
AI
Eu quero um lobo/cachorro/cavalo
*o* "

Pessoa 4: "cavalo ---- cachorro----- lobo
hsaushaushaushausha xD
que chuchu
isso é o efeito [confidential file: content supressed]
\o/
haushaushauhsaus"

quarta-feira, 22 de julho de 2009

I don't expect to be sure

Nós atravessamos o limiar final e não há sinal de progresso.
Já passamos da idade em que anjos protegeriam nossos caminhos, já passamos do tempo.
Ou foi o tempo que passou por nós, por entre os nossos dedos compridos crescendo a cada mentirinha, a cada coisa que preferimos não compartilhar pra não magoar um ao outro?
Eu só sei que quando eu vi eu não estava mais brincando de balanço e você já não mais me empurrava contente, me ordenando a alcançar o céu, a ir mais longe. Você já não me dava segurança, você simplesmente não estava lá.
Na minha mão não tinha mais nenhum balão colorido, mas calos de tanto escrever pra você e o meu vestido já estava curto demais pra minha altura.
Minha mente envelhecera antes do meu corpo, cada um podia ler isso muito bem nos meus olhos enrugados de procurar pelos seus e não achá-los.
E eu fui me sentindo tão só e tão assustada que era difícil pra mim deixar qualquer um entrar, por mais que eu quisesse muito, ninguém jamais seria igual.
Ninguém teria seus olhos traiçoeiros que se fixavam só nos meus, ninguém teria a voz que habitava o meu âmago, a parte mais minha, mais sua de todas.
E eu não quero que você volte, eu só não quero que você fique.
Por mais que eu te ame e tenha te jurado que nunca o deixaria de fazer, você é a pessoa que sempre vai me machucar e mesmo assim que sempre vai fazer tudo valer a pena.
Por isso é melhor que você não volte, mesmo que eu acredite que sem ou com você a dor vá ser a mesma.
Eu só não quero que você continue sendo meu fantasma pessoal, minha triste sina.
E dessa vez eu não vou ser orgulhosa e te dizer que você é sim o amor da minha vida e que só você é um idiota completo e não percebe isso.
Dessa vez eu não espero estar certa.
Eu quero parar de alimentar meu vício de esperar por você.

Assim eu espero.

terça-feira, 21 de julho de 2009

Is everyone here make-believe?

As hours move to minutes and minutes take longer to break, I will be desperately awaiting but my tongue won't fall apart, and we've been sitting here for hours all alone and in the dark.
So let me think of to word it is it too soon to say perfect?
If I could find another thirty minutes somewhere I'm sure everything would find me, all that's left is just to sing.

(Tell me once again that you will love me till the death and should I die, you swear that you will come for me. As I fade away, you reach out your arms...)

Is everyone here make-believe?

quinta-feira, 16 de julho de 2009

On death

Can death be sleep, when life is but a dream,
And scenes of bliss pass as a phantom by?
The transient pleasures as a vision seem,
And yet we think the greatest pain's to die.


How strange it is that man on earth should roam,
And lead a life of woe, but not forsake
His rugged path; nor dare he view alone
His future doom which is but to awake.

John Keats

quarta-feira, 15 de julho de 2009

cof cof

Ah se eu pudesse tirar de você essa tristeza

E fazer com que você se visse através do meu olhar

Ah se você soubesse que eu tenho só uma certeza

De você, pra sempre, sempre eu quero cuidar

E eu sei que você pensa que talvez seja cedo demais

Pra se entregar pra mim assim como eu me entreguei à você

Mas se as coisas simplesmente parecerem nunca ficar em paz

Lembre-se que eu apareci pra do contrário te convencer

Ah se você soubesse como eu esperei por alguém assim

Ou quanto eu tive que sofrer pra finalmente te encontrar

Até parece que a felicidade é possível um tantinho assim

Toda vez que ao meu lado você vem ficar

Ah se eu dissesse que você é o homem mais lindo que eu já vi

E que você me faz um bem do jeito que ninguém jamais fez

É que existe algo sobre você que me prende aqui

Todo mundo fica feliz e agora é a nossa vez

E se existir alguma razão que te deixe pra baixo

E você se sentir só nesse mundo tão grande

Eu vou ser aquela que sempre estará ao seu lado

E te darei todos os meus beijos mais apaixonantes

É eu sei que a vida ás vezes não é justa com você

Mas segure a minha mão e eu garanto: vai ficar tudo bem

Você é uma parte importante da minha vida e sempre vai ser

E eu vou ficar aqui enquanto você me quiser também.

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Now or Never

"Doutores passam muito tempo pensando no futuro. Planejando-o. Trabalhando nele. Mas em algum ponto a gente começa a perceber que a vida está acontecendo agora... Não depois da faculdade, não depois da residência, agora. É agora, está aqui. Se você piscar, você perde.

Você disse: 'Eu te amo';
'Eu não quero nunca viver sem você'
'Você mudou a minha vida'
Você disse?

Faça um plano. Estabeleça um objetivo e trabalhe nele. Mas de vez em quando, olhe em volta, absorva tudo. É agora...
Porque pode tudo acabar amanhã."

[Grey's Anatomy]

domingo, 12 de julho de 2009

Just don't

Don't expect me to regret
don't expect me to don't care
'cause you're the most stubborn person i've met
you take risks and go after what you want to get
and i love the way you stare
i love the crazy colours of your hair
and every beat of your heart
even being each day more far
it's what keeps me standing here.

quinta-feira, 9 de julho de 2009

The First Cut Is The Deepest

E eu só estou dizendo isso agora pra você saber o quanto você foi especial.
Porque eu pensei que eu tinha você na minha mão, eu pensei que se eu tivesse você eu tinha o mundo, porque você era meu mundo.
E como eu posso querer outra pessoa sendo que eu tive você? Como eu posso querer outro calor que não seja o seu, ou outro lábio que me toque e me deixe arrepiada como você faz(ia)?
Como, eu te pergunto, eu posso querer outro se eu tive o melhor?

Por isso que eu te digo, amor: O primeiro corte é sempre o mais profundo.
Porque ele cisma em doer em todo lugar, ele cisma em me fazer sofrer e em me fazer chorar. Ele não cicatriza e não se cura, só fica lá quieto, aberto e feio. O tipo de ferimento que fica mais repulsivo com o tempo e não importa o que eu faça, nada o remedia.

E eu queria achar alguém, amor, que vai fazer melhor que você, um que não me faça sofrer, um que não me cause tanto dano e consiga cicatrizar meu corte, ou então eu vou sempre achar que você é(ou pode ser) meu único.
Você é único.
Mas não é meu.

terça-feira, 7 de julho de 2009

Fuck. You changed.

Eu queria passar a minha vida inteira baseada nas lembranças que eu tinha de outrora.
Nunca quis que as coisas tomassem o rumo drástico que elas tomaram...

Tudo começou como as histórias mais emocionantes começam: uma brincadeira.
Era tudo muito bonito no nosso conto de fadas, porque a gente se amava e a gente não queria se desgrudar. Demorou um tempo pra eu perceber que o que a gente sentia um pelo outro era não só amor, mas uma cumplicidade maior do que a que eu tive com qualquer pessoa.
Eu amo você e nunca te disse isso, porque isso te daria poder sobre mim, te faria especial e te daria vantagem sobre os outros amigos meus. E você me aceitava como eu era: fria, dura, um pouco agressiva e constantemente ausente, mesmo estando lá e te escutando, isso nunca foi suficiente
- mas eu sempre fui assim

Só queria te dizer que eu não queria que você tivesse mudado, não queria que você não gostasse mais de mim e me maltratasse dessa forma. Porquen por trás dessa "pele grossa", eu tenho um coração que ainda chora pelo fato de que eu perdi o meu amor, meu amigo e meu cúmplice.
E outros virão, não duvide disso.
Mas hoje.
Agora.
Eu queria dizer que ninguém mudou minha vida como você o fez.
E vou dizer baixinho e em letras minúsculas pra não demonstrar emoção, só pra você pensar que eu não sinto sua falta: eu te amo.

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Rua Fantoche. Batatas fritas. Porteiro e eu.

— E você, o que tá fazendo por aqui, Audrey?
Ela olha pra baixo.
Esquivando-se.
Quando finalmente responde, ela diz:
— Acho que tava com saudade de você, Ed — aqueles olhos verdes estão pálidos e úmidos. Dá vontade de dizer que não faz nem uma semana que a gente se viu, mas acho que entendo o que ela sente. — Sinto você se afastando, sei lá. Depois que isso tudo começou, você mudou.
— Mudei?
Eu pergunto, mas tenho consciência de que mudei.
Eu me levanto e olho bem pra ela.
— Mudou, sim. Antes você era simplesmente Ed — ela explica como se não quisesse ouvir a própria explicação. Só que parece que ela tem que dizer. — Agora você tá importante, Ed. Não tô completamente por dentro do que você tá fazendo, nem pelo que tem passado, mas, sei lá... você parece distante agora.

Chega a ser irônico, não chega? Tudo que eu sempre quis foi me aproximar dela.
Até tentei, desesperadamente.
Ela conclui:
— Você tá melhor.

É com estas palavras que vejo as coisas do ponto de vista da Audrey. Ela gostava quando eu era simplesmente Ed. Era mais seguro assim. Estável. Agora, ando mudando as coisas. Deixei minhas digitais no mundo, mesmo que pequenas, e isso mexeu no equilíbrio entre nós dois. Talvez ela tenha medo de eu não querê-la, já que não posso tê-la.
Assim.
Como éramos.
Ela não quer me amar, mas também não quer me perder.


Ela quer que a gente fique numa boa. Como antes.
Mas não existe mais garantia.
A gente vai ficar numa boa, tento prometer.
Tomara que eu esteja certo.

p. 207-208

Clementine:

- Muitos caras acham que eu sou um conceito e que eu os completo, ou que eu vou dar vida à eles.








Mas eu sou só um garota ferrada procurando pela minha paz de espírito.