segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Lisa, my star

Lisa, pq vc me disse todas aquelas coisas?
Qual reação vc esperava de mim? Vc quebrou sua promessa, vc disse nunca iria me magoar, mas vc me magoou.
Mas, Lisa eu te perdoou, pq de muitas maneiras verdadeiras, eu te amo. Não como vc queria Lisa, mas, por favor, não pare de brilhar pra mim. Eu sei que não é o suficiente, mas é o que eu tenho a oferecer.
Lisa, vc não é minha, mas podia ser, seu rosto é familiar e adorado. Agora eu preferiria que vc me pertencesse, mas vc se foi depois de tudo que vc me disse, vc foi embora.
Lisa, vc sabe. Vc é meu conforto, meu porto seguro. Eu sei que a princesa que eu esperava nunca mais irá voltar, então, pq eu não me agarrei a vc ao invés de te deixar ir também?
Lisa, querida, eu sinto muito. Como te fazer entender? Eu me tornei alguém vazio e quebrado, prestes a se defender com o mínimo de contato possível.
Lisa, vc merece tanta coisa que está fora do meu alcance... talvez se eu deixar minha posição mais clara, assim vc me entenderá e me abandonará definitivamente.
Só de imaginar isso já me faz tremer.
Eu não quero que vc vá, Lisa. Eu preciso muito de vc e eu sei q isso é egoísta.
Volte a brilhar pra mim.
Vc é minha amiga, minha confidente. Eu queria que vc fosse minha pequena, minha pequena como minha irmã, assim eu teria total controle sobre vc.
Agora vc entende? A gente passa por tudo.

Volte a bilhar pra mim, minha estrela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário