quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Kids

                                             

Éramos como unha e carne. E eu não enteno exatamente onde a gente parou de conversar, acho que a gente só cresceu de maneira separada, não é?
Agora parecemos crianças brincando de brigar, sabe? Sempre que a gente se ataca, sempre que a gente se agride, arranjamos um poder sobrenatural pra não ser destruído, melhor, não parecer destruído, não é? Já fizemos zilhões de superpoderes e esquecemos de como ser humanos sem ser extraordinariamente invencíveis, a gente dá a cara pra bater, oferece a outra face e mais tudo de nós.
Você pode fazer o que você quiser pra me atingir, mas nunca vou mostrar isso. Mas nem você. A gente não desiste por puro orgulho, por preguiça. Pra que terminar algo que é completamente indiferente na vida, certo?
A gente se parece com criança porque é infantil essa briga sem nexo. É infantil como a gente não quer que isso acabe.
Pior é que a gente protela o fim, meu bem, achando que um dia tudo vai voltar pro parque de diversões, onde o que importa é se divertir e ser feliz.
Mas o adulto a fazer é admitir que a fase feliz acabou... Pena que somos ainda crianças.

2 comentários:

  1. "A gente se parece com criança porque é infantil essa briga sem nexo. É infantil como a gente não quer que isso acabe"


    aiai, mania sua essa detirar as coisas do meu pâncreas ¬¬

    ResponderExcluir