quarta-feira, 4 de agosto de 2010

I, Su, Real?

Parece coisa do outro mundo...
Que eu esteja finalmente abrindo meu coração pra você e te deixando entrar de vez.
Olha pra mim!
Eu tô deixando você entrar de cabeça nessa, porque eu tô entrando de cabeça nessa e queria que você me acompanhasse, afinal de contas sempre houve um abismo entre nossos beijos, nossos toques, nossos gritos e delírios. A gente tava junto com esse grande espaço entre a gente e eu tô pulando pra saber o que tem nessa sua cabeça tão fucked up que não consegue ordenar que seu coração esteja um abismo apenas mais à frente (e perto) do meu.
Acho que o que eu quero dizer, no fim das contas, é que eu estou pulando no escuro.
E quando eu for...
Te quero segurando minha mão.

Um comentário: