quarta-feira, 31 de março de 2010

Não gosto não gosto não gosto não gosto não gosto [...]

E eu corro no espelho de novo e repito cem vezes que não gosto de você.
Não gosto de você. Não gosto de você. Porque se eu gostar de você, eu sei que você vai embora. E eu simplesmente não agüento mais ninguém indo embora. Porque nessa vida maluca só se dá bem quem ignora completamente a brevidade da vida e brinca de não estar nem aí para o amor.
E eu preciso me dar bem e por isso ignoro minha urgência pelo amor. Porque, se você sentir urgência em mim, vai é correr urgente daqui. Chega!

2 comentários: