domingo, 24 de abril de 2011

Hábito

Ouvia o ressoar dos passos dele na escada, como se ali ele pudesse estar naquela hora. O coração angustiado pulsava lembrando da maneira como ele de tão elegante parecia deslizar até o quarto, até a cama deles. Ela lembrava de tudo, da maneira como ele falaria em determinada situação, da forma como ele sempre tirava os sapatos sentando-se na cama, da maneira como ele levantava de manhã cedo pra se barbear, do cheiro da loção quando ele a beijava de manhã e partia. Trocaram juras, prometeram ser um do outro na saúde e na doença, mas esqueceram se de se importar. Culpa da modernidade, da pressa, dos sussurros tentadores, da finitude humana, da supervalorização ou desapreciação do amor, como queira.
Tudo parecia trazer de volta aquela sensação de que enquanto namoravam eram mais livres, mais um do outro. Se perderam na complexidade da sua relação. Se perderam e não souberam como se encontrar mais dali em diante. Mas é fácil se acostumar com alguém, com o beijo de alguém, com a risada e com a família. É fácil demais acomodar-se e a verdade é que nem sempre só amor é suficiente. Por isso vê-la naquele estado me despedaçava. Ela havia se acostumado com ele, com o jeito dele falar e parecer e confundia isso com amor, o que me irritava profundamente. E ao vê-la ali, ouvindo os passos na escada esperando que fossem dele quando ela já tinha alguém de novo me fez dizer pra ela a única coisa que eu havia aprendido até ali.
- Janaína, amor é mais que se conformar, amor é mais do que só amar, é ter cumplicidade. É saber perdoar as faltas do outro e pensar no outro antes de fazer besteira. É pensar que não importa como vocês chegaram ali, ou quanto tempo durou, isso não importa se vocês não caminham juntos pro mesmo futuro. É não deixar filho de lado, é não amar tão sem medida que percamos o amor próprio, porque achar alguém que te ame é quase como achar alguém que faça você se amar mais. É preciso ter o carinho, o cuidado que ele não teve. É preciso conversar muito e saber quando calar também. Amor pra mim é o filho da amizade com a paixão. E eu li uma coisa um dia e quero passar pra você.
"Não te quero só para mim
Te quero para ti e para a vida
Pois quanto mais te tornes o que quiseres
Mais te tornarás o que eu queria".
Amor... Olha. Amor nunca é tão egoísta como você está sendo.

(22/11/10 - 23:27)

2 comentários:

  1. "da maneira como ele levantava de manhã cedo pra se barbear, do cheiro da loção quando ele a beijava de manhã e partia."

    Ai que delícia! *-*


    "achar alguém que te ame é quase como achar alguém que faça você se amar mais."

    Disse tudo!!!


    Amorilda, que texto maravilindo <3

    ResponderExcluir
  2. Ai gente, esse texto é o apice da coisa fofa em cristo.
    Amei.
    Ameeeeeeeei.

    ResponderExcluir