sexta-feira, 9 de abril de 2010

Green eyes

Não sei como expressar essa saudade toda. Não sei como começar a descrever o meu nível de insensatez quando você se ausenta por mais do que algumas horas.
É seu cheiro na escada, onde não deveria estar. É a música tocando que é o ringtone do seu celular.
É acordar e encarar o teto como se eu não pertencesse ali, eu preciso de você comigo e é fácil admitir.
E hoje foi a mesma coisa: eu chegar em casa e o seu cheiro na escada. Pensei que talvez, de alguma forma mágica, você pudesse estar me esperando. Que seus olhos esverdeados ao encontrar com os meus estariam, de felicidade, transbordando.
Cheguei em casa, tirei os sapatos e com vontade de chorar eu sorri. Cantei, gargalhei e sorri. ^-^
Eu achei o amor da minha vida. Eu te achei, enfim.
Agora não dói tanto, mas a saudade não diminui não.
Mas melhor essa saudade de amor correspondido, do que saudade de amor em vão.


3 comentários: