quarta-feira, 28 de abril de 2010

L&M - O Remetente

Maurício,

Cheguei em Milão ontem ao anoitecer. Eu sei que você não quer saber e me pediu para que não lhe escrevesse, mas você me conhece. Sempre obedeci meus instintos.
O clima está um pouco mais frio do que pensava que estaria, por sorte vim com teu agasalho xadrez. Ele é velho, porém aquece muito bem.
Uma amiga minha esperava-me no aeroporto De Linate com Fabrizio. Eles são muito amigos, apesar dela nunca tê-lo mencionado para mim. Ele é alto e possui um sorriso encantador, que não esforça-se em ocultar. Elogiou-me com um notório sotaque italiano, mesmo eu não estando tão bem vestida como ele. Levaram-me até o Grand Hotel, que estou hospedada, e combinamos de jantar hoje no Don Carlos Ristorante. Dizem que servem o melhor "filetto di mare" da região.
O hotel é muito elegante e tem uma ótima localização. Há um parque, Parco Sempione, não muito longe, com diversas árvores altas e bancos verde-escuro, assim como o lago. É um lugar muito agradável, tenho certeza que Júlia adoraria desfrutar uma tarde lá.
A propósito, Júlia já deu à luz? Lembro-me que era um menino e você queria chamá-lo de Mário por causa de um personagem de um livro que você tanto gostou de ler. Se possível, mande-me uma fotografia do pequeno Mário, gostaria de ver teu orgulho personificado. Ele deve ser tão parecido contigo...
Estarei aguardando notícias, mesmo sabendo que as chances de você me responder são mínimas.

Com carinho,

Lucélia.

2 comentários:

  1. para de escrever coisas sobre mim, amor.
    fico sem graça :~
    HAUHAUAHUHSUHSUHAUHSUHSUH

    ResponderExcluir
  2. Gente, essa mulher seria totally me, sério.
    Que sincera a carta dela, mas com aquele toque de ironia...
    Machado de Assis te inveja, amg, acredita.

    ResponderExcluir