terça-feira, 29 de março de 2011

Falta de Oportunidades

— Eu sou sozinha, né... — Miranda fez uma pausa e sorriu — Mas eu não me importo de ser assim.
Camila a olhou, sem demonstrar muita emoção.
— Mas você nunca beijou ninguém? — Camila parecia meio chocada.
Miranda gargalhou:
— Isso eu já fiz. — ela parou e ponderou um tempo — Já fiz isso muitas vezes, na verdade,
Camila arregalou os olhos.
— E nenhum quis mais nada com você?
Essa daí deve beijar mal, pensou Camila dando um risinho disfarçado.
— Não é bem assim, né, Mila. Os últimos quiseram, mas sei lá, eu não via nem um "amanhã" com eles, sabe?
— Por que?
— Acho que eu só nunca beijei quem eu queria.
Camila olhou para a amiga, séria.
— Sério? — ela sacudiu a cabeça — Mas por que não?
— Acho que eu só nunca dei sorte. — Miranda deu de ombros — E o pior é que tanta gente sabe o gosto de beijar alguém que se ama, ou mesmo se gosta, e nem aprecia o valor disso.
— E por que você não via um amanhã com os que o quiseram?
— Nunca parei pra pensar nisso...
— Então, Mi, acho que você está sozinha porque você quer... Acho não, tenho certeza!
— Mas isso não me incomoda. — as palavras da amiga estavam marcando-a por dentro pouco a pouco, ela fez uma pausa pra absorver tudo aquilo.
— Você mente pra disfarçar que você também precisa de alguém. — Camila passou a mão no rosto da amiga. — Ser humana às vezes é bom também.

Um comentário: