sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Mental Control

Eu tentei controlar minha mente.
Disse repetidas vezes pra mim mesma que te esqueci e que de ti não queria mais nada, nem mesmo amizade. Por que de que me valeria a amizade se sua ferida foi recentemente fechada e eu potencialmente poderia querer mais?
Então eu nem desejava que você reconhecesse minha presença, tampouco quisesse estabelecer algum tipo de contato amigo. Eu treinei minha mente para que não haja nenhum tipo de resposta física sobre você, nada de corações se acelerando ao mesmo passo que se partem, isso doía demais e a partir de agora eu vou dar um sorrisinho bem desdenhoso pra você saber que eu não quero mais você.
Isso vai doer em você como doía em mim. Mas não me entenda mal, eu não acredito em vingança... Só em justiça.
Até que você passa e todo meu treinamento mental vai pro espaço, mas eu tento manter meu carão e dizer que eu sou forte, então faço um esforço fora do comum para pôr um pé na frente do outro, para esquentar minhas mãos e para domar meu coração estúpido que troveja dentro de mim. Eu digo que vou te matar por dentro, mas a cada dia que passa você está mais indiferente e eu mais apaixonada.
Loucura, não?

2 comentários:

  1. Mental no inglês é meio ambíguo.
    Sou muito astuta.
    UIASHIASHASIUHSAIUASHUASIH

    ResponderExcluir