domingo, 9 de outubro de 2011

Hoje

Eu queria tanto isso por nós e nós agora parece o plural de algo todo enrolado, sem solução. 
Não queria ter que desatar, mas no momento está tudo tão claro.
Eu tenho que me livrar de tudo o que me faz mal, de tudo e todos que não me dedicam o mesmo tempo que eu dedico, tudo que não age se eu não impulsionar, eu tenho que abrir mão de tudo que não se importa comigo...
Hoje, e daqui em diante, vou gostar não do que me interessa, mas sim, do que me acha interessante.

Um comentário:

  1. NOOOOOOOOOOOOOOSSINNHORA.
    Bate, xinga a mãe e esfaqueia que dói menos, sério mesmo.
    AMEI DE PACHÃO!

    ResponderExcluir