quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Pra Quando a Gente Se Encontrar

Quando eu te encontrar, vou te olhar disfarçadamente pra ver se você ainda me enxerga, quero saber se você conversaria comigo ou se virava a cara como se eu fosse alguém já perdida.
Se você vier falar comigo, garanto longos momentos de silêncios gritantes pra gente reconhecer o quão danificado ou recontruídos estamos e depois disso daremos risadas ao ver que não mudamos tanto assim e depois de uma longa conversa, a gente vai se perguntar como sobrevivemos um sem o outro.
Se a gente se encontrar, daremos abraços apertados e longos discursos emocionados, você vai dizer que sentiu minha falta e vai dizer que não se lembra porque brigamos (mesmo que a gente se lembre bem) e juraremos não nos separar mais.
Ah! Quando a gente se encontrar...
Queria dizer que eu vou ter coragem de olhar pra você e não ficar mexida; falar com você e não sentir nada, mas a verdade é: quando a gente se encontrar, a gente vai querer se falar e viver tudo de novo, mas a única garantia será o silêncio suplicante de dois orgulhosos que não querem dar o braço a torcer.

Um comentário: