quinta-feira, 26 de março de 2009

Azedume

Tira esse azedume do meu peito
E com respeito trate minha dor
Se hoje sem você eu sofro tanto
Tens no meu pranto a certeza de um amor

Sei que um dia a rosa da amargura
Fenecerá em razão de um sorriso teu
Então, a usura que um dia sufocou minha alegria
Há de ser o que morreu

Dai-me outro viés de ilusão
Pois minha paixão tu não compras mais com teu olhar
Leva esse sorriso falso embora
Ou fale agora que entendes meu penar

A lágrima que escorre do meu peito
É de direito, pois eu sei que tens um outro alguém
Mas peço pra que um dia se pensares em trazer-me seus olhares
Faça porque te convém

2 comentários:

  1. Noooossa! @_@~
    Eu acho essa música digníssima :D
    "Se hoje se, você eu sofro tanto, tens do meu pranto a certeza de um amor"

    ResponderExcluir
  2. Sei que um dia a rosa da amargura
    Fenecerá em razão de um sorriso teu
    Então, a usura que um dia sufocou minha alegria
    Há de ser o que morreu

    Isso. Morte á clausura.

    ResponderExcluir