domingo, 1 de março de 2009

1 ano de alfatal, mais (ou menos) 1 ano de vida


Sabe oq eu não entendo? Porque as pessoas nos dão "parabéns" quando fazemos aniversário?! Parabéns por não ter morrido nesse último ano? Parabéns por ainda estar viva? Parabéns por ficar mais velha?
É, é uma coisa q eu venho me perguntando e não sei o porquê. Também tem aquelas pessoas que te desejam felicidades, mas isso é só um clichê que elas falam de boca pra fora. Porque eu mesma, fui desejada milhõõões de felicidades hoje. E sabe oq eu ganhei? Um dia incrivelmente... banal. Chato. A ponto de ser depressivo. Eu realmente esperava que hj fosse o dia em que todos iam fazer oq eu pedi, que ia ser super legal... no começo até que foi. Mas no fim das contas foi só mais um dia em que eu passei sozinha sentada na minha cama tocando violão.
Super (y) Nada de amigos, nada de lombras, nada de gente q eu gosto por perto, nada de risos.
Tem vezes que até momentos do meu dia a dia são muito mais legais do que meu aniversário (como ontem).
Acabou aquela época em que eu esperava eufórica pelo meu aniversário, pelos meus presentes, pela minha festinha, pra fazer docinhos e comprar lembrancinhas, pensar no tema da festa... Acabou essas fantasias gloriosas.
Agora sim que não vejo nada demais nessa data. É um dia normal. Normalíssimo. A única diferença é que todo mundo que me esqueceu se lembra subtamente de mim, e vem cheio de sorrisos e abraços e eu gasto toda a minha cota de 'obrigadas' nesse dia.
De qualquer modo, há um ano atrás, aqui em casa, no meu quarto, foi criada a Irmandade.
E é isso que importa hoje! Um ano de Irmandade, mais um ano de amizade pura e verdadeira!
i love you, guys.

Um comentário: