domingo, 31 de julho de 2011

Is This Love?

Ele entrelaçou seus dedos nos dela e ela o olhou com ternura do outro lado da mesa.
Ele achava completamente surreal o fato de tê-la exatamente como ele queria.
- Isso é uma posição meio estranha, não?
- Estar sentado? - ela sorriu - Eu sempre achei uma posição incrivelmente confortável.
Ele se inclinou e beijou a mão dela.
- Não, doidinha... O fato de estarmos juntos.
- Eu entendi, mané... Só quis brincar.
- Você é sutil igual um rinoceronte às vezes, hein.
Ela jogou um beijo pra ele e disse calmamente:
- E você ama isso.
- E o amor não é uma droga? - ele disse, instantaneamente.
- O que?!
- O que?
Os dois ficaram se olhando um tempo, tentando processar a informação que fora dita. Tinha pouco tempo desde que começaram um relacionamento e a palavra amor sempre surgia para falar sobre comidas e livros.
- Você me ama? - ela disse corando.
- Você me ama?
- Sei lá.
- Nem eu. - ele olhou pra baixo.
- Eu gosto muito de ti, você sabe disso...
- Eu gosto muito de café.
- E de mim?
- É... Você é legal.
- Babaca.
- Linda.
- Sério, você me ama?
- Isso? - ele sacudiu o dedo indicador dele pra ela várias vezes - Eu gosto de você exatamente do jeito que você é, sem tirar nem pôr. Todas as coisas que a gente fez e os erros que eu cometi me levaram a esse momento...
- Então você me ama?
- Isso é amor?
- Acho que sim...
- Então é. - ele riu - É... Acho que eu te amo.
- É... - ela disse baixinho - Eu também.

3 comentários:

  1. Nossa... Que lindo!
    Sério mesmo.

    ResponderExcluir
  2. Se eu já achava que não era, depois que você me disse sob que ótica foi escrito agora que eu não acredito mesmo.


    AHUHSUHSUHAUHSUHS
    Pra mim é um texto bem real, ok?

    Amo.

    ResponderExcluir