segunda-feira, 27 de julho de 2009

PS: I Love You

[You. You. You.]
Eu te amo.
Eu te amo.
Eu te amo.

Fácil de falar?
Fácil de sentir?
Foi fácil de se banalizar.

O eu te amo é uma expressão intensa que mostra um sentimento sublime que poucos tem. E hoje em dia é dito da boca pra fora.
Ou isso é que é levar amor à primeira vista ao pé da letra?
Não sei.
E hoje eu vim aqui tão cheia de perguntas e espero apenas respostas.
Porque hoje em dia ama-se e "desama-se" com extrema facilidade, como se fosse fácil como trocar de roupas.
Não que eu esteja condenando o amor à primeira vista, apenas estou cética. Porque hoje em dia, amor é banal. É algo que se consegue na esquina vendo um ser bonito.
(Não sei se isso faz sentido)
Mas é só que pra mim... Amar é algo extraordinário, não simples.
Amar é ser amado ou amar sem medo da retribuição.

Amar, nem que seja seu amigo.
É você dizer pra pessoa:
Eu me entrego à você. Eu confio em você. Eu não tenho medo de quem você vá se tornar.
Eu amo você é igual a você dizer: Quero te manter por perto até além da morte.
É amar intensamente e sinceramente

3 comentários:

  1. Querido diário...
    Hoje acordei meio nonsense.

    xDDDDDDDDDDDDDDDDDD

    ResponderExcluir
  2. Tava falando isso com a Pri hoje.
    Ela disse que não é falta de confiança não, disse que era só a malícia proveniente da idade, essa capacidade de saber que amor é algo muito menos frívolo do que as pessoas pensam.

    ResponderExcluir
  3. "Eu me entrego à você. Eu confio em você. Eu não tenho medo de quem você vá se tornar".
    Isso que é amor hein...
    eu não sei se seria possivel amar alguém que não é mais o mesmo.
    Vc amava a outra pessoa não essa, mas se no caso vc está disposto a enfrentar...
    é um grande amor.

    ResponderExcluir