domingo, 12 de abril de 2009

Saga de Mah e Gabi

Então. O nome dela era daqueles comuns... O nome dele era composto, de sobrenome exótico e com toda a pompa que lhe era digna.
A história deles era típica de um best-seller romântico que todas as pessoas leriam e se identificariam, exceto que dessa vez era real, era palpável, era o conto que ela lia desde pequena e que a fazia acreditar em finais felizes.
" - Eu te amo - ela dizia baixinho enquanto aninhava-se envergonhada no peito dele
- Eu sempre vou te amar - ele acariciou os cabelos dela até que ela estivesse pronta para olhá-lo nos olhos e perceber, pela primeira vez, que aquilo era certo, aquilo era real"
Eles sempre foram melhores amigos e sempre foram inseparáveis, sabiam um dos defeitos do outro e isso não foi o suficiente para fazer com que um desviasse do caminho do outro, porque quando eles tentavam, sempre estavam no ponto de partida.
E era inevitável que um dia eles se tocassem de que a vida deles era um caminho único, um percurso onde eles tomavam as decisões e eles eram um só.
E quando aquele "eu te amo" ganhou outra conotação, os dois tiveram medo de destruir tudo o que eles tinham, de dar um salto no escuro e não haver nada para eles se apoiarem.
"O que dói mais é te ter perto - ele olhava fundo nos olhos dela - E não te ter por inteira"
Ex-namorados, mas não podem de forma alguma ser ex-amigos, isso é impossível, ele era o brinquedo dela e ela guardava consigo o bem mais precioso dele: seu coração, aquele que nunca havia deixado de ser dela e que lhe dava vida e lhe bombeava o sangue. Um é parte do outro, um completa o outro.
Eu entendo o sofrimento, porque nem tudo foi um mar de rosas sempre e houve um tempo em que eles se odiaram.
"É preciso muito amor para te odiar assim - ela dizia em meio à lágrimas"
E quando tudo finalmente ficou em seu lugar, quando era seguro dar o salto e saber que alguém ia te segurar, o destino quis pregar uma peça para separá-los.
"Você vai pra longe... Vai ser melhor pra gente, estamos muito dependentes um do outro e assim você vai crescer. E eu também... Mas não esquece que eu sinto sua falta todo dia, e que eu vou acordar e ver minha cama vazia e vou chorar baixinho e dizer 'eu sinto sua falta ainda'... E nessa hora seu coração vai apertar porque o meu estará despedaçando e eles são um só... Porque a gente acha que tá longe, mas a gente não está".

4 comentários:

  1. Nhoo... T-T

    Só por curiosidade... Por que o título "Saga de Mah e Gabi"?

    ResponderExcluir
  2. Porque é uma história real de um casal que vimos na internet e nos tocou o pâncreas.

    ResponderExcluir
  3. Cada um pode escrever sua história, pois nada é imutável.
    Cada um pode dar-se a chance de ser feliz, pois não há erro inconcertável.
    Cada um escolhe ser seu próprio livro, afinal o melhor best seller é, não aquele que queremos viver, e sim aquele q podemos viver.
    daquele eterno e anônimo amigo! Beijo

    ResponderExcluir