quarta-feira, 22 de abril de 2009

E como vai teu príncipe?

Belle.Sorceress diz:
E como vai teu príncipe, ó nívea donzela?


Snow White Queen diz:
Não dizeis tamanha tolice, ó bondosa dama, não sabeis que meu fardo é querer a quem não me queira e que me parece ligeiramente torpe ficar auspiciosa esperando por algo que pode nunca chegar?


Belle.Sorceress diz:
Mas, amiga querida, não desesperai-vos... sei que não sou a voz da sabedoria, que dirá da experiência?! Todavia, arrisco aconselhá-la, terníssima alma: não acalente teus desejos, guarde-os no teu âmago e proteja-os das ilusões de ludibriosos obstáculos; um dia há de chegar aquele que arrematará teus medos e trazer-lhe-á forças donde jamais pensara obter um dia, doce persistente desesperança...


Snow White Queen diz:
Não vedes, nobre alma, não vedes que inúmeras vezes eu lancei meu coração às mais afáveis faces esperando que aquele fosse o momento pelo qual eu esperei devaneando? Percebei que não há punição maior para um coração que sonha do que perceber que seus sonhos são ilusões e aí entenderás a minha cruel sina. De tanto ter esperanças, perdi-as. E o medo de me ferir, ainda que por instantes, é o que me impede de fazer com que elas cresçam novamente. Qual o objetivo? Se será o meu coração lanceado no fenecer de toda e qualquer história composta a dois...


Belle.Sorceress diz:
Ó, pura ternura, devasta-me o coração, centro de minhas emoções, ao certificar-me de que estais prestes a abandonar os resquícios da gloriosa esperança de uma vida conjugal! Entristece-me a alma ver tão belo ser entregar-se às perversas armadilhas de Eros, o verdadeiro pertubador do equilíbrio universal! Portanto, rogo-lhe, admirada amiga, persista e não condene sua essência à temível solidão!



A gente se empolga às vezes... xDDD

Nenhum comentário:

Postar um comentário