sábado, 24 de janeiro de 2009

As Loucuras Formaram, Aliadas, Tolos Amores Levianos

As loucuras formaram, aliadas, tolos amores levianos
E nós achávamos que isso ia durar?
E nós, por um momento, nos permitimos ficar?
O que que nós tínhamos na cabeça, meu amor?
Se existimos meramente em função um do outro
Se galgamos rumo ao nada, incessantemente
Se não importa quantos planos nós elaboraremos...
Nós sempre nos pegaremos cercados por metas inalcançáveis
Por momentos em que de tanto planejar
Não teremos plano algum...
Então, me explique porque depois de tanta confusão...
Por que depois de fazer das tripas coração
Nós ainda estamos juntos?
Mesmo que tão geograficamente separados
Mesmo que por vezes você alegue não sentir o mesmo que eu quando estou ao seu lado.
Quem sabe um dia você se recupere
E quem sabe um dia eu te supere
E não espere que você me ame de volta.
Então, essas loucuras que eu penso e sinto se agruparam
Por si próprias se justificaram
É, meu bem, eu tô abrindo a porta...
Você sabe, eu te entreguei aquela chave em formato de coração
Eu te entreguei minhas memórias, minha mais inflamável paixão
E fiz em febre explodir teu corpo de tanta vontade
Te roubei o pensamento e a felicidade
Pra você não se perder de mim
Eu te achei e estou louca, é fato
Então por que o que eu sinto te deixa pasmo?
Se você sabe que tudo cessa enfim...

As loucuras formaram aliadas tolos amores levianos, não é legal?
Em um grupo de ilusões compartilhadas formou-se ALFATAL.
E, yeah babe, talvez você seja só mas um engano de uma dessas mentes
Mas a única coisa que nos torna tão iguais é que lá no fundo
Nenhuma de nós desistiu completamente.

2 comentários:

  1. ALFATAL *-*

    lindo o texto, amora!

    ily e vc já sabe oq eu penso de tudo isso (:

    *:

    ResponderExcluir
  2. NOOOOOOSSA! @___@
    Ahaaaazoooooouuuuu!
    Bonito você dizer que a gente não desisitiu, só pra nos lembrar quando a gente disser isso de novo. =P

    FODA! *-*

    ResponderExcluir