sábado, 24 de dezembro de 2011

Desatando nós de nós.

Éramos nós navegantes naus, nuvens nuas
Puros, intactos
Tocados pelo céu que faz pactos
Com o Sol e que abraça as Luas

Éramos sorrisos e estrelas-guia
Éramos Deuses de nós
Éramos antigos faraós
Trazendo a noite, atando-a ao dia

E de repente, num piscar
O céu se encheu de escuridão
Pouco a pouco buraco negro, um vão
Que estávamos prestes a nos tornar.

Desatino de dois seres sós
Desatando tudo que nos unia
Nem mas noite, nem mais dia
Nem mais nós.

Um comentário:

  1. NÓS - SA.
    Sim, soupodre.
    AMEI. O jogo de palavras, a embarcação antigassa.
    You're a genious.

    ResponderExcluir