segunda-feira, 10 de maio de 2010

Tudo em si

Sabe quando você sente que a presença daquela pessoa completaria o momento? Não digo apenas o momento, mas tudo em si, tudo ao redor. Não há justificação lógica, apenas o sentimento e a certeza dele. De alguma forma, você se sente completo apenas por saber que aquela pessoa existe e que você a conheceu. Por alguns instantes, você se esquece das circunstâncias, de todo o materialismo e limitações que as acompanham. Você vive o momento além do consciente racional, temporal independente. E você sabe que aquela pessoa entenderia, que ela compartilharia a sensação contigo sem a necessidade de proferir palavras. Você sabe que esse momento existe e isso faz algo reverberar no seu interior, aflorando para o lado físico e lhe explorando sutilezas inefáveis. Por incrível que pareça, você não se desespera, mas se sente pacificado. Sente-se justificado. O único desespero cabe à descrição.

Pois saiba que eu te amei intensamente.



("Tudo em si" para o meu Lucian.)

3 comentários:

  1. CARAAAAAAAAAAAAAAAAAMBA!
    ow, sério, ficou amazing, quase que eue continuei essa ae, porque eu tava pensando no caminho de casa sobre qual é a sensaçao mais tensa: saber que existe uma pessoa que te entende e que é perfeita pra você em quase todos os aspectos, ou se ver impossibilitado de ter essa pessoa do seu lado. :~
    é a segunda, com certeza, porque saber que ela existe só torna ela palpável e perfeita, mas ela lá e eu cá...

    ResponderExcluir
  2. QUELINDO.QUELINDO.QUELINDO.QUELINDO.QUELINDO.QUELINDO.QUELINDO.QUELINDO.QUELINDO.QUELINDO.QUELINDO.QUELINDO.QUELINDO.


    LINDO.
    *-*
    HAUhuahUAHuhauh

    ResponderExcluir
  3. 'Você sabe que esse momento existe e isso faz algo reverberar no seu interior, aflorando para o lado físico e lhe explorando sutilezas inefáveis.'

    *-*

    ResponderExcluir