terça-feira, 18 de maio de 2010

Back to Paris

Diário de bordo #último/dia#
Nos vagões.

Olhando pela janela desse trem tudo parece se mover devagar.
As lembranças não doem tanto, mesmo que a cicatriz esteja lá.
Acho que em algum ponto do caminho eu parei de sentir porque seria difícil demais trilhar sempre o mesmo caminho.
Deve ter sido meu medo de terminar sozinho...

Ironicamente sozinho estou, forçado a me tolerar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário