quarta-feira, 7 de março de 2012

Fantasia II: A Mordida

Vem, vem...
Invade a minha vida,
Tira meu sossego, 
Beija minha boca, 
Me põe em desespero.
Vem...
Sorri seu sorriso maligno, 
Me tire pra dançar, 
Envolva minha cintura, 
Saiba como me guiar
Vem, vem logo...
Que eu te espero desde que eu te conheci
Vem e me domina 
Com aquele olhar que me causa frenesi
Toma, vai, me toma
Beije a minha nuca lentamente
Deslize suas mãos pelo meu corpo
Despindo-me em sua mente
Não fique nervoso
Fique comigo
E sinta o gozo
Que é fazer de mim um abrigo...
Por fim, me morda
Me arrepia o corpo e me faz tremer
Ai, como desejo a tua mordida,
Cruel e doce como deve ser...

Um comentário:

  1. NOOOOOOOOOSSINHORA.
    Eu senti tudo, pode dizer?
    Fechei meus olhinhos pra essa criatura fantástica que ainda há de me amar um dia.

    ResponderExcluir