domingo, 26 de junho de 2011

I will be there in front of your door

Eu queria ter coragem de bater na sua porta agora, que você abrisse e eu te puxasse pela camisa pro lado de fora. Queria bater no seu peito e dizer que você é um panaca por ter ficado tanto tempo longe de mim, queria esmurrar seu ombro com os meus pequenos e frágeis punhos enquanto eu te dissesse que não dá pra ficar sem você e que eu não entendo como você pode aceitar tão facilmente ficar sem mim.
Eu sei que eu ia acabar chorando e dizendo que eu te amo loucamente, porque puta que pariu, eu te amo loucamente. E completaria dizendo que eu não tomei a decisão que tomei pra ver tudo desmoronar, mas sim pra que a gente sempre se desse bem, porque se você não se lembrasse eu faria questão de te lembrar que você é a melhor versão de mim, que eu sou tão sua quanto você é meu, não importa o quanto você se faça de durão e ignore minhas ligações.
Você não me sai da cabeça por nenhum instante porque se eu abro meu guarda-roupa lá está sua jaqueta, se eu vou ouvir música toca alguma que você gosta, se eu vou pegar minhas roupas de dormir tem sua blusa, se eu vou sair e usar algum acessório tem alguma coisa que você me deu... Alguém com seu cheiro no meio da rua, a impressão de ouvir sua risada e o olhar pros lados.
Você me faz perder o controle, eu acho que já estou enlouquecendo. Não é só saudade que me trás até sua porta, é porque eu sei que você é demais, porque eu vejo suas qualidades, porque eu amo até as coisas nas quais você não é tão perfeito, que eu só preciso curar essa tua mania de me deixar em pedaços, poucas vezes, mas o ideal é nenhuma. Eu sei que apesar das vezes que eu ou você fizemos besteiras nós somos absurdamente perfeitos juntos.
Eu queria olhar seus olhos olhando os meus cheios de lágrimas e dizer que eu não dou conta. A bandeira branca está hasteada porque eu sou fraca demais pra lutar contra esse amor tão grande que se tornou um exército contra mim mesma e que nunca nessa vida eu vou te deixar e que você vai ser um idiota se me deixar ir. Queria que no meio de toda essa minha falação você me olhasse com olhos de amor e me calasse com o beijo que só você sabe me dar, só você sabe como me fazer perder o ar e eu queria que a gente se resolvesse. Que eu ficasse nos seus braços e finalmente conseguisse parar de sofrer como eu estou sofrendo sem você. Que você sorrisse e me dissesse que também ficou muito mal sem mim, que eu sou o amor da sua vida...
E que desse ponto em diante a gente nunca mais brigasse, sabe? Nunca mais se afastasse. Que aprendêssemos a ser mais compreensivos um com o outro e que concretizássemos todos os nossos planos.
Não quero acreditar que eu vou parar na sua porta e que você vai fechar a cara e acabar com tudo isso. Não quero ouvir se você não me quiser mais...
Eu vou estar na frente da sua porta e você vai se lembrar por que se apaixonou.


Você é o homem que eu escolhi pra ser o pai dos meus filhos, você é o homem que vai ficar comigo no banquinho do quintal durante as noites quentes de verão. Você é a pessoa que sabe os barulhinhos que faço enquanto durmo e da minha mania de sentir frio tão oposta a sua de sentir calor. E sabe dos meus sussurros, dos meus segredos, dos meus sonhos e da minha mania desastrada de ser. Só você sabe que eu acho fofa aquela árvore branquinha cheia de florzinhas e que eu quero lírios no nosso casamento.Você me conhece e disse que me amaria sempre mesmo com todos os meus defeitos, então por favor deixa de bobagem e fala pra mim que é impossível amar outra pessoa além de mim? Volta correndo pros meus braços e diz que nunca vai parar de me amar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário