quarta-feira, 2 de junho de 2010

(In) Capacidade

Eu olhei pra ela, sentindo aqueles olhos vermelhos penetrando a minha alma, respirei fundo e disse:
– Isso não é motivo pra chorar.
Ela soluçava na minha frente, como se eu tivesse dito a pior coisa do mundo:
– Mas você acabou de dizer que isso não está indo pra lugar nenhum, você simplesmente desistiu.
– Não foi isso o que eu disse
– Foi o que então? – rugiu Elisa
– Eu disse que eu não acreditava no amor, mas eu pensei que estivéssemos sendo sinceros. Foi isso que você pediu que eu fosse.
– Eu sei.
– Então, você queria que eu mentisse e dissesse que eu sinto um otimismo tremendo quando eu falo de amor? Porque não é assim, Elisa. Nunca foi e você sabe.
– É.
– Só isso que você vai dizer? "É"? – eu baixei meus olhos
– O que você quer que eu diga? Quem pergunta o que quer ouve o que não quer.
– É.
Ela riu.
– Gustavo.
– Oi.
– Eu gosto de você porque você é problemático.
Eu franzi a testa, que belo jeito de me sentir amado.
– Gustavo?
– Hm.
– Eu te amo porque você é problemático. – ela suspirou – Eu te amo porque eu sinto que eu posso te consertar.
– E já não o fez? Elisa, eu era outro homem.
– Eu sei.
– O seu ideal romântico não bate com isso?
Silêncio. Foi o momento mais desconfortável da minha vida...
– Hein? - eu peguei seu rosto em minhas mãos, vendo seus olhos se encherem d´água
– Não.
Silêncio. Eu a olhei como se estivesse espantado, mas nada sobre aquilo me assustava, era como uma calma caótica.
Caos. Sempre foi meu sobrenome.
– Gustavo?
– Fala.
– O mundo não é perfeito.
– Eu sei.
– Nem você
– Eu sei – não pude deixar de rir dessa constatação.
Ela pegou na minha mão e disse gentilmente:
– Mas você é o mais próximo disso pra mim. Então...
– Então?
Ela me beijou.
Nada mais precisava ser dito.

2 comentários:

  1. MENIIIIIIIINA
    QUE TEXTO MARA


    Sérião, adorei esse casal e sua história. E olha que são raros os casais que eu gosto (e raríssimos os que eu gosto e dão certo no final xDDD).
    Há uma mistura harmônica do drama e do lado realista, ao meu ver.
    Além da história, a forma do texto ficou muito boa, uma leitura gostosa ^^

    ResponderExcluir
  2. Nossa!
    Que texto!
    Gosteei do personagem, o garoto.

    "Nada mais precisava ser dito".
    É.

    ResponderExcluir