quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

To See You



"Eu, agora - que desfecho!
Já nem penso mais em ti...
Mas será que nunca deixo

De lembrar que te esqueci?"                
                                 Mário Quintana


Eu consigo pensar em milhares de maneiras diferentes de dizer que eu sinto sua falta, pode ser com um dirigível carregando essa mensagem pelo céu, pra todos verem ou aparecendo na sua porta às duas da manhã dizendo que você sempre foi tudo que eu pedi e que nada me magoou mais do que ter que ver você partir.
Então eu resolvi me expressar da maneira que me pareceu mais cabível, onde eu pudesse te contar tudo sem medo de retribuição, tendo em vista que você só lerá isso depois que eu terminar... Aí lendo algum material que me desse mais inspiração, eu esbarrei novamente por essa poesia de Mário Quintana chamada "Do Amoroso Esquecimento" e pensei que não haveriam palavras suficientes para descrever exatamente como é essa coisa que a gente tem de uma forma tão certa como foi essa poesia.
Amoroso esquecimento... Faz a gente até lembrar daquele amor imenso que a gente sentia um pelo outro e como isso foi avassalador, repentino e ainda assim foi uma peça central pra encaixar os outras partes do nosso quebra-cabeça. O esquecimento que me incomoda, porque por mais que eu tentasse, por mais que eu dissesse repetidamente pra mim mesma que nosso tempo junto foi algo valioso que eu ia apreciar por toda minha vida, mas que eu tinha que seguir em frente, que eu tinha que parar de pensar em você... Nada disso aconteceu, você virou presença constante em minhas fantasias e meus sonhos e saber que você estava a meio mundo de mim não era nada reconfortante.
O que nos separava era um enorme pedaço de terra e mar que não se movia de jeito nenhum e toda vez que eu me aproximava, esperando esbarrar contigo, eu me via perdida de novo no meu não-esquecimento.
Afastamento sim. Esquecimento não.
Agora, te ver novamente, tão crescido... Tão maduro, devo dizer que mexe comigo.
Mas te ver todo dia seria bem melhor...

Nenhum comentário:

Postar um comentário