segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Superestimado.

Eu o vi lá sorrindo.
Vi. Ele e seus gestos gentis.
Ele me fez parar de respirar, é.
Mas parar de respirar é superestimado.
Tudo o que eu preciso é de um pouco de ar.
Tudo o que eu preciso é fechar os olhos e descansar.

2 comentários: