domingo, 1 de novembro de 2009

Hey There Denial

Fique aí com sua consciência pesada que eu fico aqui fingindo que eu não te odeio.
Nosso único problema era o que nos unia: intimidade.

O que é uma droga porque você foi um dos poucos com o qual eu me abria facilmente. Gostávamos das mesmas coisas e eu amava o que a gente tinha porque era só nosso: as noites em claro falando besteiras só pra ver se um de nós era capaz de se curar.
Como se fôssemos a via de escape um do outro do mundo. Era o nosso lugar feliz onde só tocava Beatles e tudo era perfeito.

Vai ver que é por isso que eu te odeio tanto, porque quanto mais você muda, mais eu quero te conhecer.
Vai ver que é por isso que eu te odeio tanto: Por me fazer amar você...

2 comentários:

  1. Hey there denial... poooorra
    HSUAHUSHAUHSUA

    'pra ver se um de nós era capaz de se curar'

    ily, babe, sem comentários

    ResponderExcluir